Arquivo

Archive for the ‘Filme Baseado em Obra Literária’ Category

ELE NÃO ESTÁ TÃO A FIM DE VOCÊ – 2009 (He’s Just Not That Into You)

Filme Para Mulheres… Só Para Mulheres Mesmo! Proibida a Entrada de Homens!

hes_just_not_that_into_you Gênero: Romance, Comédia, Drama
Censura: 12 anos
Duração: 129 min
Direção: Ken Kwapis
Com: Ginnifer Goodwin, Kris Kristofferson, Kevin Connolly, Scarlett Johansson, Jennifer Aniston, Justin Long, Jennifer Connelly, Drew Barrymore, Ben Affleck.
Local de Filmagem: Baltimore, Maryland, USA; Beverly Hills, California, USA; Burbank, California, USA; Formosa Street, Maida Vale, London, England, UK; London, England, UK; Los Angeles, California, USA; Madras, Oregon, USA; Maida Vale, London, England, UK; Portland, Oregon, USA e Venice, Los Angeles, California, USA.
Produção: Nancy Juvonen
Roteiro: Abby Kohn, Marc Silverstein, baseado no livro de Greg Behrendt e Liz Tuccillo – "He’s Just Not That Into You: The No-Excuses Truth to Understanding Guys"
Fotografia: John Bailey
Trilha Sonora: Cliff Eidelman
Distribuidora: PlayArte Filmes
Estúdio: Flower Films

He's Just Not That Into You ver3

SINOPSE:
Gigi
, interpretada por Ginnifer Goodwin [Day Zero (2007), "Big Love" como Margene Heffman  (34 episodes, 2006-2009) e In the Land of Women (2007)] é uma romântica incorrigível que sai com Conor, interpretado por Kevin Connolly ["Entourage" Eric Murphy como (66 episodes, 2004-2008), The Notebook (2004) e The Ugly Truth (2009)] que é o tipo de cara que nunca liga no dia seguinte.

Um dia ela resolve encontrar com Conor “acidentalmente” em um bar que ele costuma freqüentar, e acaba conhecendo Alex, interpretado por Justin Long [Jeepers Creepers (2001), Zack and Miri Make a Porno (2008) e Alvin and the Chipmunks (2007) (voice) como Alvin] que é o sujeito que divide o apartamento com Conor, e que tem uma visão muito clara sobre o mundo, cuja qual ele decide compartilhar com Gigi numa viagem ao complicado mundo da mente masculina.

(L-r) GINNIFER GOODWIN stars as Gigi, JENNIFER ANISTON stars as Beth and JENNIFER CONNELLY stars as Janine in New Line Cinema’s romantic comedy “He’s Just Not That Into You,” a Warner Bros. Pictures release.
PHOTOGRAPHS TO BE USED SOLELY FOR ADVERTISING, PROMOTION, PUBLICITY OR REVIEWS OF THIS SPECIFIC MOTION PICTURE AND TO REMAIN THE PROPERTY OF THE STUDIO. NOT FOR SALE OR REDISTRIBUTION.

Depois de “cair na real”, segundo as revelações de Alex, Gigi percebe que ao invés de correr atrás dos homens com quem tivera um encontro apenas, bem como ficar tentado interpretar os sinais que os mesmos dão durante esses encontros, ela resolve desencanar e não correr mais atrás, nem o telefone deles ela passa a anotar.

Mas o que Gigi não percebe é que ela caiu exatamente na mesma ladainha, mas dessa vez foi com Alex, que de fato passou todos os sinais de que ele estava afim, mas…

Bom essas sinopse será um pouco mais longa do que eu gostaria que ela fosse. Mas vale a pena ler…

He's Just Not That Into You ver6

Nesse bolo de Gigi, Conor e Alex, temos outros encontros e desencontros, por exemplo: Conor não liga de volta para Gigi porque ele é apaixonado por Anna Taylor, interpretada por Scarlett Johansson [Vicky Cristina Barcelona (2008), The Island (2005) e Iron Man 2 (2010)] que está apixonada por Ben Gunders, interpretado por Bradley Cooper [Yes Man (2008), The Midnight Meat Train (2008) e "Nip/Tuck" como Aidan Stone (6 episodes, 2007-2009)] cujo qual ela conheceu na fila do caixa do supermercado e que é casado com Janine Gunders, interpretada por Jennifer Connelly [Blood Diamond (2006), House of Sand and Fog (2003) e Dark City (1998)].

Por sua vez, Janine trabalha com Beth Barllet, interpretada por Jennifer Aniston [The Break-Up (2006), Marley & Me (2008) e Along Came Polly (2004)] que é “juntada” com Neil Jones, interpretado por Ben Affleck [State of Play (2009), Smokin’ Aces (2006) e Pearl Harbor (2001)]. Janine e Beth trabalham também com Gigi, e passam o dia todo debatendo seus relacionamentos e o dos outros.

Neil e Ben são amigos e compartilham suas fobias de casamento juntos, tanto os deles quanto os dos outros.

Beth vive um dilema com seu “namorido”, pois Neil se recusa a casar com ela, alegando que já vivem a tantos anos juntos que casar poderia estragar tudo, além dele mesmo ser contra a oficialização perante as leis civis e religiosas.

E para acabar com esse super bolo de encontros e desencontros, Conor contrata Mary Harris, interpretada por Drew Barrymore [Music and Lyrics (2007), 50 First Dates (2004) e Charlie’s Angels (2000)] para realizar seu marketing pessoal, pois Conor é corretor de imóveis e quer aumentar o número de visitação das casas que ele é responsável pela venda ou locação. Já Mary só namora “on line” e espera conhecer ser príncipe encantado, seu par feito…

(L-r) GINNIFER GOODWIN stars as Gigi, JENNIFER ANISTON stars as Beth and JENNIFER CONNELLY stars as Janine in New Line Cinema’s romantic comedy “He’s Just Not That Into You,” a Warner Bros. Pictures release.
PHOTOGRAPHS TO BE USED SOLELY FOR ADVERTISING, PROMOTION, PUBLICITY OR REVIEWS OF THIS SPECIFIC MOTION PICTURE AND TO REMAIN THE PROPERTY OF THE STUDIO. NOT FOR SALE OR REDISTRIBUTION.

CRÍTICA

Do mesmo diretor de “Licença Pra Casar” – 2007 (License to Wed) e Quatro Amigas e Um Jeans Viajante – 2005 (The Sisterhood of the Traveling Pants), Ken Kwapis acertou mais uma vez na receita do bolo, e que bolo!

Recém saído da telonas, agora é aguardar a chegada nas locadoras, ou procurar pelas salas de cinema que ainda estejam com o longa em cartaz para assistir ao drama romântico que mostra com clareza o mundo complicado da mulheres e suas infinitas ladainhas.

Quantas vezes ouvi minhas amigas dizerem que o “cara” não me merecia, ou que o cara não ligou pois estava com algum problema, em fim, sabem quantas justificativas cretinas já ouvi de amigas, tias, mães e do próprio “cretino” que ele não me ligou por algum motivo idiota, que está na cara que era uma puta mentira deslavada e ninguém, ninguém mesmo teve a “porra” da coragem de dizer que “ELE NÃO ESTAVA TÃO AFIM DE MIM”…

(L-r) JENNIFER ANISTON stars as Beth and BEN AFFLECK stars as Neil in New Line Cinema’s romantic comedy “He’s Just Not That Into You,” a Warner Bros. Pictures release.
PHOTOGRAPHS TO BE USED SOLELY FOR ADVERTISING, PROMOTION, PUBLICITY OR REVIEWS OF THIS SPECIFIC MOTION PICTURE AND TO REMAIN THE PROPERTY OF THE STUDIO. NOT FOR SALE OR REDISTRIBUTION.

Conflitos amorosos, brigas homéricas entre namorados, traição, cara metade, alma gêmea, fofocas, etc. Tudo que envolve o relacionamento entre homens e mulheres é mostrado nesse longa de uma forma esclarecedora, sincera e um tanto engraçada.

Não é um filme para homens assistirem, mas sim, para homens corajosos o suficiente para enfrentarem as mil e uma “ladainhas” femininas e de uma vez por todas, descobrirem alguns dos vários segredos das mulheres… É vocês vão poder ver com os próprios olhos o que as mulheres fazem (pensam) no primeiro encontro, o quanto as mulheres imaginam (viajam), fantasiam (sonham) sobre os homens…

Estou exagerando um pouquinho para vocês leitores entrarem no clima, afinal é um filme para mulheres, mas os homens devem sim, assistir. O filme é bom, boas atuações, ótimas sacadas e excelente roteiro. Não vai agradar a todos, mas com certeza vai agradar o público feminino, pelo menos a parte que tem plena consciência de que as mulheres são sim mais pré dispostas a abrirem seus corações do que os homens.

He's Just Not That Into You ver9

O amor pode estar em qualquer lugar, mas na maioria das vezes, ele se mostra nos momentos menos esperados… Basicamente é disso que o filme se trata. Não adianta nada escolhermos o par perfeito, a pessoa certa, o cara ideal, a mulher dos sonhos, ou como já ouvi por aí, a  “mulher da minha vida”…  Pelo amor de Deus, como ela pode ser a mulher da sua vida se você a viu somente uma vez?

São as pequenas coisas, os gestos, as atitudes, as palavras, que definem a essência de uma pessoa, de fato Conor acaba percebendo isso no final da história, quando sem ter uma puta idéia, ele acaba esbarrando naquela que seria sua mulher e mãe dos seus filhos, e ironicamente, eles já se conheciam…

bom filme…
roberta vieira
http://www.hesjustnotthatintoyoumovie.com/

He's Just Not That Into You ver22

CONFIRA O TRAILER ABAIXO:

He’s Just Not That Into You – 2009

Anúncios

Revolutionary Road – 2008 (Foi Apenas Um Sonho)

Kate e Leo Juntos Novamente…

revolutionary_road

Direção: Sam Mendes
Com: Leonardo DiCaprio, Kate Winslet, Kathy Bates, Kathryn Hahn, Michael Shannon, Dylan Clark Marshall, Zoe Kazan, Kristen Connolly, Ryan Simpkins.
Local de Filmagens: Beacon Falls, Connecticut, USA; Bethel, Connecticut, USA; Broadway, Manhattan, New York City, New York, USA; Darien, Connecticut, USA; Dolan Middle School – 51 Toms Road, Stamford, Connecticut, USA; Fairfield, Connecticut, USA; Grand Central Station, Manhattan, New York City, New York, USA; Greenwich, Connecticut, USA; Lower Manhattan, Manhattan, New York City, New York, USA; New Canaan, Connecticut, USA; New York City, New York, USA; Norwalk Community College – 188 Richards Avenue, Norwalk, Connecticut, USA; Norwalk, Connecticut, USA; Pinewood Lake, Trumbull, Connecticut, USA; Redding, Connecticut, USA; Rowayton, Norwalk, Connecticut, USA; Shelton, Connecticut, USA; Southport, Connecticut, USA; Stamford, Connecticut, USA; Thomaston, Connecticut, USA; Tribeca, Manhattan, New York City, New York, USA; Trumbull, Connecticut, USA e Westchester County, New York, USA
Produção: Bobby Cohen, John Hart, Sam Mendes, Scott Rudin
Roteiro: Justin Haythe, baseado em livro de Richard Yates
Fotografia: Roger Deakins
Trilha Sonora: Thomas Newman
Distribuidora: Paramount Pictures Brasil
Estúdio: BBC Films / DreamWorks Pictures / Evamere Entertainment / Goldcrest Pictures / Neal Street Productions

SINOPSE

April, interpretada por Kate Winslet [The Reader (2008), The Holiday (2006) e Titanic (1997)] e Frank Wheeler, interpretado por Leonardo DiCaprio [Body of Lies (2008), Blood Diamond (2006) e The Aviator (2004)], são um casal jovem que vive no subúrbio de Connecticut, em uma rua charmosa chamada "Revolutionary Road", lá eles compartilham o sonho da casa própria, estabilidade financeira e emocional e o amor de seus dois filhos.

No entanto, a máscara da auto-segurança esconde a enorme frustração que sentem por não serem completos em seu relacionamento e em suas respectivas carreiras.

Determinados a conhecerem a si mesmos, eles decidem mudar para Paris e tudo o que eles tem que fazer é arrumar as malas, vender a casa e dar o aviso prévio no trabalho, o problema é que nesse processo o casal começa a descobrir que as prioridades mudaram e que abrir mão de umas coisas para ter outras faz parte da vida.

trailer-2-revolutionary-road

CRÍTICA

Muito mais do que um drama romântico, "Revolutionary Road" mostra com elegância o drama de uma mulher que busca desesperadamente uma saída para sua vida frustada.

O que seria apenas uma frustação seguida de uma depressão passageira para os anos 50, hoje podemos claramente identificar no comportamento de April não uma depressão passageira, mais sim um depressão profunda e possivelmente uma mulher que sofre de "Síndrome Bi-Polar".

Pode ser meio exagerado da minha parte, mas é exatamente essa impressão que tive da personagem vivida por Winslet, uma mulher que foi levada aos poucos a viver dentro uma condição emocional extrema, seja ela boa ou ruim, mas nunca equilibrada, tornando assim sua vida insuportável, tanto para ela quanto para aqueles com ela convive.

Revolutionary-road

Exatamente por ter tido essa impressão que posso dizer que Kate Winslet foi brilhante no palpel de April, ainda que ela e Leo Di Caprio nos remetem a momentos "Titânicos", ambos sairam-se muito bem no longa.

GOLDEN GLOBE 2009

O filme "Revolutionary Road” foi indiacado a três categorias do Golden Globe, sendo elas:

Melhor Ator – Leonardo DiCaprio.

Melhor Atriz – Kate Winslet.

A atriz Kate Winslet levou o premio Golden Globe de Melhor Atriz para Longa Metragem do Gênero Drama (Best Performance by an Actress in a Motion Picture – Drama).

Melhor Filme – "Revolutionary Road”.

OSCAR 2009

http://www.oscar.com/

O filme "Revolutionary Road”  foi indicado a duas categorias do Oscar 2009, sendo elas:

Melhor Ator Coadjuvante – Michael Shannon.

A indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante para Michael Shannon me surpreendeu, visto que sua participação no longa é menos que secundária, é terciária… Acredito que sua indicação foi precipitada, havendo com certeza mais opções relevantes para tal categoria.

Melhor Direção de Arte – Teresa Carriker-Thayer, John Kasarda e Nicholas Lundy.

bom filme e bom Oscar 2009!

roberta vieira

http://www.revolutionaryroadmovie.com

kate-leo-revolutionary-road-2

Confira o trailer abaixo.

Revolutionary Road – 2008 (Foi Apenas Um Sonho)

The Duchess – 2008 (A Duquesa)

Seu Fosse Hoje, Seria Divórcio ou Assassinato, Mas Acabou Sendo, Boca Calada e Amante na Mesa!

duchess_ver2 Direção: Saul Dibb
Com: Keira Knightley, Ralph Fiennes, Hayley Atwell, Charlotte Rampling, Simon McBurney, Dominic Cooper, Aidan McArdle.
Local de Filmagem: Bath, Somerset, England, UK; Chatsworth House, Edensor, Derbyshire, England, UK; Clandon Hall, Guildford, Surrey, England, UK – (Devonshire House interiors); Dining Room, Basildon Park, Lower Basildon, Berkshire, England, UK – (Dining room in the Devonshires’ rented house in Bath)
; Entrance Hall, Osterley Park House, Isleworth, Middlesex, England, UK – (Society ball at Lady Melbourne’s house); Fakenham, Norfolk, England, UK; Greenwich, London, England, UK; Holkham Hall and Estate, Norfolk, England, UK – (Devonshire House dining room); Kedleston Hall, Kedleston, Derbyshire, England, UK – (Devonshire House interiors)
; King William Walk, Greenwich, London, England, UK; Library, Kedleston Hall, Kedleston, Derbyshire, England, UK – (Library in Althorp House); Marble Hall, Kedleston Hall, Kedleston, Derbyshire, England, UK – (Banquet where Georgiana’s hair catches fire); National Maritime Museum, Greenwich, London, England, UK – (exteriors); Old Vic Theatre, Bristol, England, UK; Royal Crescent, Bath, Somerset, England, UK; Somerset House, Strand, London, England, UK – (Devonshire House exteriors); The Saloon, Kedleston Hall, Kedleston, Derbyshire, England, UK – (Entrance hall in the Devonshires’ rented house in Bath); Twickenham Film Studios, St Margarets, Twickenham, Middlesex, England, UK; University of Greenwich, Greenwich, London, England, UK; Wells-next-the-Sea, Norfolk, England, UK e West Wycombe Park, West Wycombe, Buckinghamshire, England, UK.
Produção: Michael Kuhn, Gabrielle Tana
Roteiro: Jeffrey Hatcher, Anders Thomas Jensen, Saul Dibb e adaptação da obra da autora  Amanda Foreman
Fotografia: Gyula Pados
Estúdio: Boom/ BBC Films/ Magnolia Mae Films/ Pathe Productions/ Qwerty Films

The Duchess (2008)

O filme retrata com excelência a vida da Duquesa de Devonshire, Georgiana Cavendish, interpretada por Keira Knightley [The Edge of Love (2008), Atonement (2007) e Pirates of the Caribbean: At World’s End (2007)] – que foi uma aristocrata e socialite britânica do século XVIII, que nasceu em 7 Junho de 1757 e morreu, aos 48 anos, em 30 de Março de 1806.

De beleza invejada nas rodas sociais inglesas, Georgiana usou um pouco mais do que suas influências para participar do cenário político, numa época em que o direito de voto ainda levaria um século para ser concedido às mulheres.

The Duchess 01

No entanto sua participação no cenário político não fora sua única atividade social. Georgiana era uma mulher obcecada pelo jogo de cartas, com altas apostas em dinheiro, que ao morrer deixou uma dívida imensa para sua família arcar.

Durante as aparições que ela fazia nas campanhas políticas e nos salões da alta sociedade, Georgiana era muitíssimo elogiada, bem como inspiradora, pelo seu senso fashion e bom gosto ao usar belos chapéus, perucas imensas e vestidos deslumbrantes, além dos sapatos que eram sempre muito bem escolhidos.

Foi a própria Georgiana quem apresentou o Duque de Devonshire, interpretado por  Ralph Fiennes [In Bruges (2008), Harry Potter and the Order of the Phoenix (2007) e Maid in Manhattan (2002)], à sua amante e futura segunda esposa, Lady Elizabeth Foster, Bess, interpretada por Hayley Atwell [Cassandra’s Dream (2007), Brideshead Revisited (2008) e How About You (2007)], filha do 4.° Conde de Bristol.

The Duchess 04

Bess” era a melhor amiga de Georgiana, que tolerou o “ménage à trois” por muitos anos. Contudo, a Duquesa também cometeu adultério: seu caso com Charles Grey interpretado por Dominic Cooper [Mamma Mia! (2008), The Escapist (2008) e An Education (2009)], 2° Conde Grey resultou no nascimento de uma filha, Eliza, em 1792.

Quando Georgiana morreu, William,  pôde casar-se com Bess Foster e, imediatamente, providenciou uma nova amante.

Não, eu não contei o filme, na realidade essa é a história verdadeira de GeorgianaDuquesa de Devonshire, Georgiana Cavendish – que você poderá encontrar, em sites específicos sobre a história britânica, na internet. No site Wikipedia (já coloquei o link no nome) você poderá encontrar a bibliografia mais completa sobre a vida dessa mulher notável para sua época.

The Duchess 02

Charlotte Rampling [Babylon A.D. (2008), Deception (2008) e Swimming Pool (2003)], interpreta a mãe da Duquesa, Lady Spencer, que foi quem arranjou o casamento de sua filha Georgiana com o Duque de Devonshire.

O filme é excelente, tem uma fotografia belíssima e a história é muito interessante. Mas já aviso que é um filme de época e não tem ação, suspense ou violência, mesmo assim vale apena sim assistir a dificuldade da época em ser uma mulher, onde não tínhamos direito a nada, nem a amar um homem, somente era direito das mulheres casarem, terem filhos homens e aceitarem as amantes de seus maridos.

OSCAR 2009

O longa metragem “The Duchess” (A Duquesa) foi indicado ao OSCAR 2009 na categoria Melhor Figurino.

bom filme e bom OSCAR 2009!

roberta vieira

www.theduchessmovie.com

http://www.theduchessmovie.co.uk/

The Duchess 03

Confira o trailer abaixo.

The Duchess – 2008 (A Duquesa)

Twilight – 2008 (Crepúsculo)

O Vampiro Com o Maior Sex Appeal da História do Cinema, Edward É Simplesmente Irresistível!

twilight_ver2 Direção: Catherine Hardwicke
Com: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Michael Welch, Justin Chon, Peter Facinelli, Kellan Lutz.
Local de Filmagem: 218 Rim Drive, Washougal, Columbia River Gorge, Washington, USA; Blue Heron Paper Company – 419 Main Street, Oregon City, Oregon, USA; Clackamas Community College, Oregon City, Oregon, USA; Corbett Elementary School – 35800 East Historic Columbia River Highway, Corbett, Columbia River Gorge, Oregon, USA; Indian Beach, Ecola State Park – Highway 101, Cannon Beach, Oregon, USA; Kalama High School – 548 China Garden Road, Kalama, Washington, USA; Kalama, Washington, USA; Madison High School, Portland, Oregon, USA; Mount St. Helens, Mount St. Helens National Volcanic Monument, Washington, USA; Multnomah Falls Lodge – 5000 E Historic Columbia River Hwy, Corbett, Columbia River Gorge, Oregon, USA; Multnomah Falls, Columbia River Gorge, Oregon, USA; Oxbow Regional Park, Sandy River Gorge, Oregon, USA; Portland, Oregon, USA; Salmon River, Oregon, USA; Santa Clarita, California, USA; Silver Falls State Park, Sublimity, Oregon, USA; St. Helens High School, St. Helens, Oregon, USA; Stonecliff Inn Restaurant & Bar – 17900 S. Clackamas River Drive, Oregon City, Oregon, USA; The Shire – 28852 State Route 14, Prindle, Columbia River Gorge, Washington, USA; The View Point Inn, Corbett, Columbia River Gorge, Oregon, USA; Vancouver, Washington, USA – (Sammi) e Vernonia, Oregon, USA.
Produção: Greg Mooradian, Mark Morgan, Karen Rosenfelt
Roteiro: Melissa Rosenberg e adaptação da Obra de Stephenie Meyer
Fotografia: Elliot Davis
Distribuidora: Paris Filmes
Estúdio: Maverick Films

Da diretora Catherine Hardwicke, “Twilight” ou “Crepúsculo” é seu primeiro longa-metragem que encabeça as bilheterias por todo o mundo, pelo menos por onde já tenha estreado. Ela dirigiu somente outros 3 filmes antes desse: The Nativity Story (2006), Lords of Dogtown (2005) e Thirteen (2003) – em seu currículo também há outras inúmeras participações, por exemplo, como designer de produção em Vanilla Sky (2001).

twilight_ver1

Adaptação de uma série de dez histórias criadas e escritas pela americana Stephenie Meyer, (www.stepheniemeyer.com) “Twilight” ou “Crepúsculo” é uma história que poderia ser como qualquer outra, se não fosse  por um  elemento irresistível: o objeto da paixão da protagonista é um vampiro.

O filme já tem continuação, que por sinal é outro projeto baseado nas histórias da escritora Stephenie Meyer, New Moon está em produção e deverá ter sua estréia mundial em 2010 – continuação de Twilight (2008) – New Moon (2010).

A autora ainda comenta em seu site oficial que está decepcionada com a saída da diretora Catherine Hardwicke do segundo longa da franquia.
“Sentirei falta dela, não somente porque ela é uma diretora brilhante, mas também porque é uma amiga. Ela fez coisas maravilhosas em “Crepúsculo, contou a escritora, que se revelou uma grande fã de Hardwicke. Entretanto, Meyer conta que a presença da diretora estará oculta em “New Moon”. “Ela não nos deixou de mãos vazias, ainda vamos nos beneficiar de seu ótimo elenco e do cenário que ela criou”, completou.
No lugar de Hardwicke, Chris Weitz (A Bússola de Ouro) foi contratado para o cargo de diretor. Apesar de lamentar a saída da diretora de Crepúsculo, Meyer revelou estar satisfeita com a escolha de Weitz. “Tive a oportunidade de conversar com Chris e posso dizer que ele está bem animado com a história e quer manter o filme o mais fiel possível ao livro“, contou.
Meyer também contou que Weitz deve agradar os fãs com a fidelidade à obra e que confia no seu talento para um bom resultado. “Estou animada em trabalhar com ele, afinal é o responsável por um dos meus filmes favoritos, “Um Grande Garoto”. Acredito que ele trará uma visão boa a “New Moon”, completou.
As filmagens de “New Moon” acontecerão na Itália. O segundo filme vai mostrar a vida de Bella em sua fase mais “escura”, como a lua nova, na qual Edward a deixa para sua própria segurança.

Para a galera que esperou para ver no cinema, a estréia é nesta sexta-feira, dia 19 de Dezembro de 2008 em todas as salas de cinema do país. Mas para quem está sem tempo ou quem não quer esperar até lá, já dá para assistir via torrent.

twilight_ver4

Kristen Stewart [Into the Wild (2007), The Messengers (2007) e In the Land of Women (2007)], interpreta Isabela Swan, conhecida como Bella, uma jovem adolescente que vai morar com seu pai na nublada e chuvosa cidadezinha de Forks, depois que sua mãe decide casar-se novamente. Bella, além de ter que viver em uma cidade extremamente  provinciana, na qual aparentemente todos se conhecem e se adoram, vai ter que se habituar a morar com um pai com quem nunca conviveu.

Forks é o último lugar onde Bella gostaria de viver, pelo menos é o que ela pensa até o primeiro dia de aula. No intervalo para o lanche, Bella toma conhecimenta da existência de um rapaz chamado Edward Cullen, interpretado por Robert Pattinson [New Moon (2010), Little Ashes (2008) e Harry Potter and the Order of the Phoenix (2007)],  e desde esse momento, ela fica fascinada por ele, que esconde um segredo obscuro, conhecido apenas por sua família.

twilight_ver5

Eles se apaixonam, mas Edward sabe que quanto mais avançam no relacionamento, mas ele está colocando Bella e aqueles à sua volta em perigo. Quando ela descobre que Edward é, na verdade, um vampiro, ela age contra todas as expectativas imaginadas e não tem medo da sede de sangue de seu grande amor, mesmo sabendo que ele pode matá-la a qualquer momento.

twilight_ver3

Bella, interpretada por Kristen Stewart vem fazendo ótimos filmes, é o tipo de atriz que, seja qual for o personagem que ela interprete, sempre faz com que agente se envolva na trama, ela atrai nossa atenção e sempre nos emociona. Quando ela é colocada ao lado de Robert Pattinson, o resultado é fantástico, pois ele é enigmático, extremamente sensual e, ao lado dela no filme, formam um casal apaixonante, é impossível tirar os olhos deles durante todo o filme, eles juntos geram uma espécie de atração visual irresistível, somado a beleza única de Robert Pattinson, que sinceramente, é de passar mal o filme todo, dando então para entender porque Bella não dá a mínima pelo fato dele ser um vampiro, pois, não só Robert Pattinson mas o seu personagem incorporado, Edward Cullen, formam o perfeito sex appeal aos olhos de qualquer mulher, com um olhar daqueles, qualquer mulher vira o pescoço e diz: Me morde!

Robert Pattinson, Kristin Stewart,Twilight, April 7, 2008

Além do casal puro sex appeal e sobrenatural, o filme é realmente excelente, desde a direção, roteiro e produção – efeitos especiais – tudo se encaixou com perfeição, proporcionando para o público um filme de vampiro diferente de todos já feitos até hoje. A fotografia do filme é magnífica, misturada ao romance de Bella e Edward, formam cenas deliciosas de serem assistidas.

twilight-backlot-21

Edward é com certeza perigoso, mas um perigo que qualquer mulher escolheria correr. Em um universo fantasioso, onde os personagens construídos pela autora Stephenie Meyer, humanos ou não, se mostram de tal forma similares em seus dilemas e  comportamentos que o sobrenatural chega a parecer parecer real. Meyer torna perfeitamente possível e irresistível a paixão de uma garota de 17 anos por um vampiro, também de 17 anos mas que tem vivido pelos últimos 100. Vegetariano, ou seja, que só bebe sangue de animais, Edward tem um olhar que faz qualquer mulher se arrepiar, mesmo que seja a mais terrível criatura de todos os tempos, um vampiro extremamente sensual e encantador.

A história é muito bem sacada, não tem aqueles lances vampirescos tradicionais, como dormir em caixões, morder pessoas durante toda a história, violência sanguinária, nada disso, é uma história de amor entre uma garota e um vampiro.

twilight_ver6

É uma estréia imperdível, acredito que vai agradar a todos, lógico que sempre tem um grupo que não curte histórias de vampiros, mas para esse grupo, meu conselho é dar uma chance, pois o filme é diferente dos filmes já feitos até hoje com esse tema.

As filas serão longas, mas no final compensa! Não deixem de visitar o site oficial do filme, o site americano, que é muito legal, e não o brasileiro que é uma porcaria,

bom filme!

roberta vieira

twilight 2008 00

www.twilightthemovie.com

www.crepusculofilme.com.br

Confira o trailer abaixo

Twilight – 2008 (Crepúsculo)

Twilight – 2008 (Crepúsculo)

City of Ember – 2008 (Cidade das Sombras)

Um dos Filmes Mais Originais da Temporada!

city_of_ember_ver2 Direção: Gil Kenan

Com: Saoirse Ronan, Bill Murray, Tim Robbins, Mackenzie Crook, Martin Landau, Toby Jones, Mary Kay Place, Marianne Jean-Baptiste, Harry Treadaway, Liz Smith, Lucinda Dryzek, Kate Dickie, Simon Kunz, Frankie McCafferty, Ian McElhinney.

Local de Filmagem: Belfast Methodist College, Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK; Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK; Cave Hill, Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK; Harland and Wolff Paint Hall, Titanic-Quarter, Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK; Maysfield Leisure Centre – 49 East Bridge Street, Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK e Titanic-Quarter, Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK.

Produção: Tom Hanks e Gary Goetzman

Roteiro: Caroline Thompson, adaptação do livro homônimo do autor Jeanne Duprau

Fotografia: Xavier Pérez Grobet

Trilha Sonora: Andrew Lockington

Distribuidora: 20th Century FoxWalden Media e Playtone

Estúdio: Playtone e Walden Media 

Do mesmo diretor de “Monster House” (2006) ou “A Casa Mosntro“, Gil Kenan arriscou e agradou com o longa-metragem “City of Ember” ou “Cidade das Sombras“, que é seu segundo filme e com certeza um grande sucesso, já o roteiro ficou por conta de Caroline Thompson, a mesma que fez o roteiro de “The Secret Garden (1993)” ou “O Jardim Secreto“, que fora um grande sucesso na época.

Já a produção ficou por conta de Tom Hanks, e ele mostrou mais competência como produtor, do que como ator, já que Hanks é extremamente maçante como ator – no bom e no mal sentido – Hanks é do tipo “ame ou odeie”.

 city of ember 00 (2)

Com estréia prevista para 23 de Janeiro de 2009, “City of Ember” em português “Cidade das Sombras” é sem dúvida o filme mais original dos últimos seis meses, se não dos últimos dois anos, ainda que o título brasileiro, que por sinal,  muito mal escolhido não faz jus ao filme.

Apesar da procedência do longa metragem ser americana, existem alguns sites que destacaram em suas informações sobre o filme  que  “Ember” é uma palavra Hungariana que significa em inglês  “man”  e em português “homem“.

O filme foi feito na Irlanda do Norte, no estaleiro onde fora construído o set de filmagem do “Titanic“, que agora é a cidade das sombras com efeitos especiais e um cenário impecável.

city of ember 00 (4)

O enredo do filme nos conta a história de uma cidade construída e confinada no subsolo, que abriga uma comunidade pelos últimos 200 anos, protegendo-a de um desastre já ocorrido e que em momento algum é especificado no filme.

O longa, adaptação do livro homônimo do autor Jeanne Duprau, conta a história sobre a cidade de Ember, famosa por sua fantástica e eterna iluminação. De repente, um dos geradores de força começa a falhar, e as lâmpadas que iluminam a cidade passam a piscar. É quando dois adolescentes iniciam uma corrida contra o tempo para descobrir pistas que irão revelar antigos mistérios sobre a existência de Ember e ajudar os cidadãos da cidade a escaparem da escuridão eterna.

city of ember 00 (7)

No elenco temos Tim Robbins [Zathura: A Space Adventure (2005), War of the Worlds (2005) e Top Gun (1986)], que interpreta Loris Harrow um homem dedicado a ciência e tecnologia, um dos membros mais antigos da comunidade e pai de Doon Harrow, interpretado por Harry Treadaway [ The Disappeared (2008), Love You More (2008) e Brothers of the Head (2005)], um garoto que está prestes a descobrir o que vai fazer para o resto de sua vida.

city of ember 01

A Cidade de Ember tem um ritmo próprio, uma maneira única de viver no subterrâneo. As crianças, a partir de uma determinada idade recebem, do prefeito e sua cúpula, um cargo de trabalho, que deverá atender as necessidades da cidade, e esse cargo é para sempre. Diante disso Doon e sua amiga Lina Mayfleet, interpretada por Saoirse Ronan [Death Defying Acts (2007), Atonement (2007) e The Lovely Bones (2009)], se vêem desesperados em estarem presos a cidade para o resto de suas vidas, e aí então que começa a desenrolar toda a trama, onde os dois amigos buscam uma maneira de sair do subterrâneo e finalmente viverem sob a luz do dia, algo que eles nunca presenciaram em toda sua existência, não pelos últimos 200 anos, onde foram confinados nessa comunidade subterrânea chamada Ember.

city of ember 02

O longa conta ainda com Martin Landau [The Majestic (2001), The New Adventures of Pinocchio (1999), The Adventures of Pinocchio e Harrison Montgomery (2008)], que interpreta Sul, um homem idoso, cansado e que trabalha no gerador de energia da cidade  e Bill Murray [Get Smart (2008), Charlie’s Angels (2000) e Ghost Busters (1984)], que vive o Prefeito Cole, um homem misterioso e egoísta, que esconde da cidade a real situação dos mantimentos e do gerador de energia.

Segundo publicado pelo site Wikipedia, a recepção do longa-metragem pelos críticos foi bem variada, agradando uns e nem tanto outros. Foi relatado que 47% dos críticos deram opiniões positivas com base em 48 comentários.

city of ember 03

Dentro desse universo de comentários, houve um consenso de que o filme  visualmente prende a atenção e tem um magnífico elenco, mas, infelizmente, está faltando em ambos ação e aventura. De fato, o longa, apesar de ser muito bom, deixa a desejar quanto a intensidade da ação e aventura que é sentida apenas no contexto geral da história, ao passo que poderia ser visualmente mais aventureiro com aquele frenesi de filmes de ação estilo “indiana jones”, cheios de mistérios a serem descobertos e com personagens mais explorados.

city of ember 04

Depois de assistir ao filme, tem-se a sensação de que faltou mais, como um enredo mais profundo, mais explorado com relação aos personagens centrais, Doom e Lina, cujas histórias são bem superficiais, deixando passar apenas a idéia de dois adolescentes que querem salvar a cidade de um desastre fatal.

Mesmo assim o filme é digno de se enfrentar filas no cinema para assisti-lo, é uma história original, tem um visual super bacana e realmente agente fica ansioso para descobrir como sair da cidade.

bom filme!

roberta vieira

http://www.cityofember.com/

city of ember 00

Confira o trailer abaixo

[clearspring_widget title=”City Of Ember: Official Movie Widget” wid=”48279d3adab7b9f6″ pid=”49416cc5c8b5d9e5″ width=”365″ height=”325″ domain=”widgets.clearspring.com”]

 

(basta clicar “play” no centro da imagem acima)

Body of Lies – 2008 (Rede de Mentiras)

DiCaprio e Crowe, Deu Muito Certo!

body_of_lies Direção: Ridley Scott
Com: Leonardo DiCaprio, Russell Crowe, Mark Strong, Vince Colosimo, Carice van Houten, Ali Suliman, Ben Youcef, Michael Gaston, Oscar Isaac, Omar Berdouni, Jennifer Rouse, Alexander von Roon, Clara Khoury.
Local de Filmagem:  Annapolis, Maryland, USA; Baltimore, Maryland, USA; Gaithersburg, Maryland, USA; Ouarzazate, Morocco; Rabat, Morocco; Washington Dulles International Airport – 45020 Aviation Drive, Sterling, Virginia, USA; Washington, District of Columbia, USA e White House – 1600 Pennsylvania Avenue NW, Washington, District of Columbia, USA.
Produção: Donald De Line, Ridley Scott
Roteiro: William Monahan, baseado em livro de David Ignatius
Fotografia: Alexander Witt
Trilha Sonora: Marc Streitenfeld
Distribuidora: Warner Bros.
Estúdio: De Line Pictures/ Scott Free Productions

Em cartaz nos cinemas de todo Brasil, “Body of Lies” – “Rede de Mentiras” é uma excelente pedida entre as estréias desse final de 2008.

Para os freqüentadores assíduos das salas de cinemas, esse longa metragem é um prato cheio, Leonardo DiCaprio e  Russell Crowe sob direção de Ridley Scott, tá bom ou quer mais?

Roger Ferris, interpretado por  Leonardo DiCaprio  [Revolutionary Road (2008), Blood Diamond (2006) e Catch Me If You Can (2002)] (Leonardo DiCaprio), é um ex-jornalista que passa a trabalhar como agente da CIA. Ferris é enviado à Jordânia por Ed Hoffman, interpretado por Russell Crowe [American Gangster (2007), 3:10 to Yuma (2007) e A Good Year (2006)], um ambicioso chefe da agência de espionagem, para ajudar na captura de um líder do grupo terrorista Al Qaeda. Ferris se vê encrencado quando passa a plantar um falso rumor de que o terrorista está recebendo apoio dos norte-americanos.

Body of Lies 05

Curiosidades – O Irã proibiu uma famosa atriz de deixar o país depois que ela participou do filme sem a permissão das autoridades iranianas, informou a agência oficial de notícias dos país, a Irna. A proibição foi imposta depois que a atriz Golshifteh Farahani, de 25 anos, participou do filme “Rede de Mentiras“. Farahani é a primeira atriz iraniana a participar de um filme de Hollywood. A Irna disse que atores e atrizes iranianos precisam obter uma permissão do Ministério da Cultura antes de aparecer em filmes estrangeiros.

Body of Lies 04

Durante as cenas ambientadas em Munique (na verdade filmadas nos Estados Unidos), o tráfego de veículos foi interrompido. Sinais de trânsito em inglês foram substituídos por outros escritos em alemão. A população local, antes acostumada a ver placas com os dizeres “Central Avenue” ou “Washington Street”, passaram a conviver com outras trazendo “CharlottenStraBe”.

Body of Lies 01

O filme é muito bom, não deixa nada a desejar e é extremamente envolvente, ou seja, quando a trama é exposta para nós, passamos a viver todo o drama com o personagem do DiCaprio, o enredo é intenso, muito bem executado e a direção é excelente, afinal estamos falando de Ridley Scott que dirigiu “A Good Year (2006)” e “American Gangster (2007)”, ambos  estrelado por Russell Crowe – é uma relação de ator/diretor que dá muito certo!

Body of Lies 02

Sugestão, assistam nos cinemas, é imperdível, mas não esqueçam que é um gênero de filme bastante comum, terrorismo, locais áridos, religião, política e USA… Portanto não esperem originalidade, mas sim uma boa história com uma excelente direção.

bom filme!

roberta vieira

http://bodyoflies.warnerbros.com/index.html

Body of Lies 03

Confira o trailer abaixo

Body of Lies – 2008 (Rede de Mentiras)

Blindness – 2008 (Ensaio Sobre a Cegueira)

Luz no Final do Túnel… 

blindness_ver3

Direção: Fernando Meirelles
Com: Mark Ruffalo, Julianne Moore, Yusuke Iseya, Yoshino Kimura.
Website oficial: www.ensaiosobreacegueirafilme.com.br
Estúdio: O2 Filmes / Rhombus Media / Bee Vine Pictures
Distribuição: 20th Century Fox Brasil / Miramax Films
Roteiro: Don McKellar, baseado em livro de José Saramago
Produção: Andrea Barata Ribeiro, Niv Fichman e Sonoko Sakai
Música: Marco Antônio Guimarães
Fotografia: César Charlone
Desenho de Produção: Matthew Davies e Tulé Peake
Direção de Arte: Joshu de Cartier
Figurino: Renée April
Edição: Daniel Rezende

Do mesmo diretor de Cidade de Deus (2002) e The Constant Gardener (2005), ambos os filmes nomeados ao Oscar, “Blindness” ou “Ensaio Sobre a Cegueira” está em cartaz nos cinemas dos principais estados brasileiros desde 12 de Outubro de 2008, e é o longa metragem com “um ambiente multiétnico bastante propício tanto ao caráter multinacional da produção quanto à universalidade da parábola de Saramago. Há personagens de três raças, atores de distintas latitudes e locações distribuídas entre três países.” (Brasil, Canadá e Uruguai) – trecho escrito por  CARLOS ALBERTO MATTOS (Uma Luz Forte, Mas Breve – 12/9/2008).

O longa trata uma inédita e inexplicável epidemia de cegueira que atinge uma cidade – que não fora identificada no filme. Chamada de “cegueira branca”, já que as pessoas atingidas apenas passam a ver uma superfície leitosa, a doença surge inicialmente em um homem no trânsito e, pouco a pouco, se espalha pelo país. À medida que os afetados são colocados em quarentena e os serviços oferecidos pelo Estado começam a falhar as pessoas passam a lutar por suas necessidades básicas, expondo seus instintos primários.

blindness

Nesta situação a única pessoa que ainda consegue enxergar é a mulher do médico – que não possui nome na história e é interpretada por Julianne Moore [Shelter (2009), Hannibal (2001) e The Forgotten (2004)], ela é esposa do Doutor – que também não possue nome na história, interpretado por Mark Ruffalo [Shutter Island (2009), Reservation Road (2007) e Zodiac (2007)], que é um médico oftalmologista e responsável pelo atendimento do primeiro infectado.

blindness-4

A mulher do médico não que ficar afastada dele durante a quarentena, sendo obrigada a permanecer no isolamento junto com o mesmo e com todos os infectados pela cegueira, o que é uma ironia, já que ela é a única pessoa que pode estabelecer qualquer ordem mínima no local.

O filme ainda conta com mais três nomes de peso, a brasileira Alice Braga [Redbelt (2008) e I Am Legend (2007)], o astro Gael García Bernal [Babel (2006) e Diarios de motocicleta (2004)] e Danny Glover [Saw V (2008) e Lethal Weapon 4 (1998)].

blindness_01_502

“Ensaio sobre a Cegueira” é uma obra literária de José Saramago,  famoso escritor português e para aqueles que já leram o livro, vale a pena assistir ao filme, não comparem filme com livro, são artes diferentes que propõe emoções diferentes, é a mesma história, mas contada sob o ponto de vista de Feranado Meirelles.

blindness_03

Excelente e muito diferente do que era esperado, mas extremamente interessante, prende do começo ao fim. Tem uma visão focada no grupo de pessoas em quarentena e não no caos da cidade. Isso torna a história misteriosa pois quase não vemos como a cidade e o mundo está lidando com o fato, do ponto de vista do caos.

blindness_04 

Estar cego em um mundo de cegos não torna as pessoas mais amenas, mais receptivas ou até mesmo mais humildes, ao contrário disso, as pessoas se tornam mais agressivas, obscuras e violentas.

Assistam, é uma boa pedida entre os lançamentos da temporada. Lembrem, não é um filme no estilo gringo americanizado, é um longa metragem limpo, sem efeitos e inclusive nenhum personagem tem nome!

bom filme!

roberta vieira

http://www.blindness-themovie.com/

blindness_ver10

Confira o trailer abaixo

[clearspring_widget title=”Widget” wid=”47f918fcf632a380″ pid=”491ee8a4c1f5d7e4″ width=”420″ height=”675″ domain=”widgets.clearspring.com”]