Arquivo

Archive for the ‘Filme Remake’ Category

The Day the Earth Stood Still – 2008 (O Dia Em Que a Terra Parou)

57 Anos Depois, Keanu Reeves Vem Para Destruir a Terra e Deixa Todo Mundo Entediado!

day_the_earth_stood_still_ver4 

Direção: Scott Derrickson
Com: Keanu Reeves, Jennifer Connelly, Kathy Bates, John Cleese, Jaden Smith, Jon Hamm, Aaron Douglas, Alisen Down, J.C. MacKenzie, Mousa Kraish.
Local de Filmagem: Coquitlam, British Columbia, Canada; Deer Lake, British Columbia, Canada; Downey Studios – 12214 Lakewood Boulevard, Downey, California, USA – (studio); Los Angeles, California, USA; McDonald’s, Coquitlam, British Columbia, Canada; Pacific National Exhibition Grounds, Vancouver, British Columbia, Canada; Simon Fraser University, Burnaby, British Columbia, Canada; Surrey, British Columbia, Canada; The Bridge Studios, Vancouver, British Columbia, Canada; University of British Columbia, Vancouver, British Columbia, Canada; Vancouver Film Studios, Vancouver, British Columbia, Canada; Vancouver, British Columbia, Canada e White Rock, British Columbia, Canada
Produção: Paul Harris Boardman, Gregory Goodman, Erwin Stoff
Roteiro: David Scarpa
Trilha Sonora : Tyler Bates
Distribuidora: Fox Films
Estúdio: Earth Canada Productions/ Twentieth Century-Fox Film Corporation

SINOPSE

O Dia em que a Terra Parou” nos conta a história de um alienígena que chega a Terra para destruí-la. Repleto de efeitos especiais, o longa metragem é estrelado por  Keanu Reeves [The Lake House (2006), Constantine (2005) e Something’s Gotta Give (2003)], que interpreta Klaatu, um alienígena cuja chegada desencadeia uma reviravolta de proporções globais.

wallpaper3_1600

Enquanto os governos e os cientistas se apressam para solucionar o mistério por trás da aparição desse visitante, uma cientista, Helen Benson, vivida por Jennifer Connelly  [He’s Just Not That Into You (2009), Inkheart (2008) e Dark City (1998)] e seu enteado se envolvem na missão dele e passam a entender o porquê de Klaatu se autodenominar “amigo do planeta Terra”.

day_the_earth_stood_still_ver4

CRÍTICA

Dia 28 de Setembro de 1951 nos Estados Unidos, estreava The Day the Earth Stood Still em preto e branco e desde então o filme se tornou um clássico. 57 anos depois, o remake chega aos cinemas de todo o mundo, colorido e com Keanu Reeves.

TheDayTheEarthStoodStill 1951 (3)

Qualquer que tenha sido o impacto causado pelo longa metragem lançado em 1951, não se compara ao impacto causado pelo remake lançado em 2008. Após ter lido inúmeras críticas sobre o longa, confirmei minhas suspeitas: o filme, de uma maneira geral, foi considerado uma verdadeira bomba pela crítica mundial – desde amadores até profissionais.

wallpaper1_1600

Os dois aspectos do longa metragem que viabilizaram seu fracasso foram: o gênero e o tema.

O problema é que filmes de Sci-Fi são tão abundantes que esse não surpreendeu nem um pouquinho, nem a história que tem inúmeras falhas no roteiro e que não atingiram alguns fatores chave na construção do enredo e conseqüentemente falharam na criação do elo entre o público e a história.

Por outro lado é mais um filme de Sci-Fi com apelo aos problemas ambientais que o planeta vem enfrentando pela destruição da natureza. No entanto, além de termos aí um alerta ambiental, ainda temos um drama familiar, uma sociedade violenta, um planeta desconfiado e um alienígena pronto para dar um fim nisso tudo.  Nesse sentido vale a pena sim assistir simplesmente pela diversão e sem mencionar o fato da curiosidade de assistir um remake de um clássico.

wallpaper2_1600

Na realidade o que prende mesmo são os efeitos especiais que são bons mas não fantásticos e Keanu é e sempre será “filho de Matrix” e realmente ele precisa se esforçar mais e sair dessa zona de conforto dos longas metragens do gênero Sci-Fi, que garantem a ele e seus produtores bons lucros com as bilheterias.

wallpaper4_1600

Tirando o alienígena, o resto nós todos estamos bem familiarizados com a situação caótica da Terra e mesmo assim a 20th Century Fox enviou para o espaço o filme que além de ser um fracasso, pode dar um “bela” de uma impressão errada, ai se esse filme cai em mãos erradas…

CURIOSIDADES

Na época (1951)  em que foi produzido, o longa virou um apelo pacifista pelo fim da Guerra Fria que estava em sua fase inicial. A trama nasceu do conto Farewell to the Master, publicado em 1940 por Harry Bates.

TheDayTheEarthStoodStill 1951

Um ser de outro planeta vem à Terra entregar ao presidente um presente, mas é impedido por soldados. Ele é preso e se esconde em uma pensão onde conhece Helen e seu filho Bobby. Klaatu se decepciona várias vezes com os humanos ao se deparar com o uso desenfreado de armas de fogo.

TheDayTheEarthStoodStill 1951 (2)

E, por isso, faz um alerta: A Terra será destruída caso os seus habitantes não mudem essa postura. Jennifer Connelly (“Pecados Íntimos”) e Jaden Smith, o filho de Will Smith que estreou no cinema em “À Procura da Felicidade”, completam o elenco principal do filme.

A 20th Century Fox anunciou que será o primeiro estúdio a mandar um filme para o espaço – não no sentido figurado, mas literal mesmo. A transmissão de “O Dia em que a Terra Parou” começou no final de 2008 através da Deep Space Communications Network, no Cabo Canaveral (EUA) e, daqui a quatro anos, qualquer civilização que estiver na órbita de Alpha Centauri poderá ver a Jennifer Connelly em ação.

bom filme!

roberta vieira

www.odiaemqueaterraparou.com.br 

http://www.thedaytheearthstoodstillmovie.com/

wallpaper5_1600

Confira o trailer abaixo.

The Day the Earth Stood Still – 2008 (O Dia Em Que a Terra Parou)

The Women – 2008 (Mulheres – O Sexo Forte)

1280x1024_poster Tendo estreado no dia 26 de Setembro de 2008, “The Women” ou “Mulheres – Sexo Forte” é excelente, é um filme feito só por mulheres, para todas as mulheres, de todas as raças, credos e gostos.

Ambientado no circuito da moda e publicidade da cidade de Nova York, o filme conta a história de Mary Haines, interpretada por Meg Ryan [My Mom’s New Boyfriend (2008), City of Angels (1998) e Serious Moonlight (2009)], uma designer de moda que trabalha para seu pai e  tem uma adorável filha de 11 anos, um casamento sólido e um alto padrão de vida.

Mery tem três grandes amigas, Sylvie Fowler, interpretada por Annette Bening [Being Julia (2004), The American President (1995) e American Beauty (1999)], tem uma vida invejável, ela comanda uma revista de moda e é solteira, Edie Cohen, interpretada por Debra Messing [Nothing Like the Holidays (2008), “The Starter Wife” como Molly Kagan e “Will & Grace” como Grace Adler], mãe de duas meninas e com um alto padrão de vida e Alex Fisher, interpretada por Jada Pinkett Smith [The Matrix Revolutions (2003), Tales from the Crypt: Demon Knight (1995) e Madagascar: Escape 2 Africa (2008) (voz)], uma escritora solteira e lésbica.

the women_shop

Mas Mary ainda terá uma surpresa, quando Sylvie descobrir através de sua manicure, Tanya, interpretada por Debi Mazar [Goodfellas (1990) e “Entourage” como Shauna],  a existência de uma vendedora de perfumes, chamada Crystal Allen, interpretada por Eva Mendes [Ghost Rider (2007)], da chiquérrima loja Saks, que vai abalar a relação das quatro amigas e de sua família.

1280x1024_eva

Ainda no elenco de peso do longa metragem, temos Candice Bergen [Bride Wars (2009), Miss Congeniality (2000) e Sweet Home Alabama (2002)], que vive Catherine Frazier a mãe de Mary, Bette Midler [The Stepford Wives (2004), The First Wives Club (1996) e The Rose (1979)], que vive Leah Miller, uma mulher que Mery conhece em um SPA para mulheres divorciadas e com depressão e Carrie Fisher [Star Wars (1977) como Princess Leia Organa], que vive uma escritora do New York Times.

the women_all

O longa é muito legal e extremamente mulher, quero dizer que a diretora do filme, Diane English [“Murphy Brown”], conseguiu colocar inúmeros fatores que caracterizam uma das criaturas mais complicadas do planeta, a mulher. O filme tem um humor sutil que deixa mais leve o enredo, que por sua vez é muito bem bolado.

1280x1024_women

thw women 1939 crystal

No entanto, esse filme é um remake de “The Women” de 1939. Norma Shearer fazia o papel de Mary e Joan Crawford interpretou a  vendedora de women-1939 2008perfumes Crystal Allen e  Sylvie foi interpretada por Rosalind Russell. The Women de 1939 é um longa metragem clássico e considerado uns dos melhores filmes de todos os tempos, foi dirigido pelo aclamado diretor George Cukor, que dirigiu também o famoso longa metragem My Fair Lady (1964) que fora indicado a 12 Oscars e ganhara 8 deles. Por tanto assistam a ambos os filmes. é uma boa pedida.

Não posso dizer se “The Women” 2008 é melhor que o de 1939, pois não assisti ao original, mas vou procurar assistir e em breve estarei postando uma crítica sobre “The Women” 1939.

Vale comentar a cena em que as quatro amigas começam a discutir ao lado do carro de uma delas, todas falam ao mesmo tempo, e quando acabam ela entram no carro sem precisarem esclarecer o que cada uma falou para outra. Exatamente como nós mulheres fazemos na vida real!

women 2008

the women 1939 3 friends

Confira o trailer ao lado.

bom filme!

roberta vieira

http://thewomenthemovie.com/index.html

-