Arquivo

Archive for the ‘Séries’ Category

90210 – 2008

Leia antes!

“Beverly Hills, 90210” (1990)

beverly-hills-90210-1990

Vamos lembrar um pouquinho de “Beverly Hills, 90210” (1990), assim quando vocês lerem 90210 – 2008 já vão estar com a memória fresquinha!

“Beverly Hills, 90210” (1990) ou Barrados no Baile, nome dado a Série no Brasil, foi uma popular série de televisão norte americana, transmitida nos EUA, entre Outubro de 1990 e Maio de 2000, pela emissora FOX.

A série seguia as vidas de um grupo de adolescentes que viviam na comunidade elitista e rica de Beverly Hills, Califórnia Esses adolescentes freqüentavam o colegial na escola fictícia, West Beverly High School. A série foi criada pelos produtores por Darren Star. O “90210” no título refere-se ao Código Postal da zona de Beverly Hills.

As personagens centrais eram os irmãos gemeos Brenda interpretada por Shannen Doherty [“Charmed” como Prue Halliwell] e Brandon, interpretado por Jason Priestley [Miracle Mile (2008)], que mudam com os pais, Jim, interpretado por James Eckhouse [A Cinderella Story (2004) e Wake (2008)] e Cindy, interpretada por Carol Potter [“Sunset Beach” como Joan Cummings] de St. Paul, Minneapolis para Beverly Hills. A série aborda temáticas como o início do uso de drogas na adolescência, a gravidez na adolescência, o suicídio diante das dificuldades que todos os jovens vivem nesta fase, sexo e virgindade, entre outros temas.

90210 cast 1990

Apesar das fracas audiências da primeira temporada nos Estados Unidos, a FOX reprisou a série no Verão de 1991 e, a partir daí, conseguiu captar a atenção do público. A série transformou, em astros, os seus atores, especialmente Jason Priestley e Luke Perry [Good Intentions (2008)], que acabaram se tornando ídolos das adolescentes na época.

90210Logo

90210 – 2008

pool 9021090210 é uma série de televisão dramática de temática adolescente originalmente criada por Rob Thomas e é o spin-off de “Beverly Hills, 90210” (1990). Nos Estados Unidos, o programa estreou no dia 2 de Setembro de 2008. As datas de exibição em outras partes do mundo ainda não foram divulgadas, mas no Brasil, o canal Sony, TV a Cabo, está divulgando em suas chamadas a futura retransmissão da Série. Pode ser que ainda este ano seja possível assisti-la, caso contrario, vocês podem recorrer ao torrent.

A adolescente Annie, interpretada por Shenae Grimes (“Degrassi: The Next Generation” como Darcy Edwards) e seu irmão adotado Dixon, interpretado por Tristan Wilds [Indelible (2009) e The Secret Life of Bees (2008)] têm um pequeno choque de cultura quando vão estudar no West Beverly High, enfrentando várias desavenças e tendo seu pai, interpretado por Rob Estes [“Melrose Place” como Kyle McBride] como o novo diretor da escola e marido de Debbie, interpretada por Lori Loughlin [Old Dogs (2009) e “Full House” como Rebecca ‘Becky’ Katsopolis] que terão que tomar conta da avó Tabitha, interpretada por Jessica Walter [Arrested Development (2009) e “The Love Boat” como Marcia Smith] uma atriz dos anos 70 que virou alcoólatra.

annie_2008_90210 dixon_2008_90210

As personagens Brenda interpretada por Shannen Doherty e Kelly Taylor interpretada por Jennie Garth (“What I Like About You” como Valerie Tyler) estão de volta no show nos mesmos papéis, porém, mais maduras!

eathan and naomi_2008_90210_ navid_2008_90210_ Silver_Erin_2008_90210

São épocas bem distintas para compararmos de fato. Mas ao assistir, tendo em mente de que seria um fiasco, me surpreendeu, a Série é muito legal, tem bastante energia, é moderna, não rola baixaria, ao menos ainda não e o elenco é formado de jovens atores que tem em seu currículo pouca coisa. Acredito que aqui no Brasil o show vai fazer a cabeça da moçada, assim como fez a minha na época em 1990.

Confiram o trailer ao lado.

bom filme!

roberta vieira

http://www.cwtv.com/shows/90210

http://www.cbs.com/classics/beverly_hills_90210/

90210

O primeiro episódio da Série 90210 começa com a música do ColdPlay, “Viva La Vida“, a música é linda e dá um ar sofisticado ao show.

Desde o lançamento do seu novo álbum “Viva La Vida“, o ColdPlay tem colecionado elogios e também recordes de venda de discos e de músicas para download na internet. Um sucesso total! E não podia ser diferente. Confira abaixo a letra traduzida da música do ColdPlay – Viva La Vida:

ColdPlay – Viva La vida (Viva a Vida)

I used to rule the world
Eu costumava reger o mundo
Seas would rise when I gave the word
Mares se agitavam ao meu comando
Now in the morning I sleep alone
Agora, pela manhã, me arrasto sozinho
Sweep the streets I used to own
Varrendo as ruas que costumava mandar

I used to roll the dice
Eu costumava jogar os dados
Feel the fear in my enemy’s eyes
Sentia o medo no olhos dos meus inimigos
Listen as the crowd would sing
Ouvia como o povo cantava:
“Now the old king is dead! Long live the king!”
“Agora o velho rei está morto! Vida longa ao rei!”

One minute I held the key
Por um minuto segurei a chave
Next the walls were closed on me
Próximo as paredes que se fechavam pra mim
And I discovered that my castles stand
E percebei que meu castelo estava erguido
Upon pillars of salt and pillars of sand
Sobre pilares de sal e pilares de areia

Refrão
I hear Jerusalem bells a-ringing
Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando
Roman Cavalry choirs are singing
Os corais da cavalaria romana cantando
Be my mirror my sword and shield
Seja meu espelho, minha espada e escudo
Missionaries in a foreign field
Meu missionário em uma terra estrangeira
For some reason I can’t explain
Por um motivo que eu não sei explicar
Once you’d gone there was never
Quando você se foi não havia
Never an honest word
Não havia uma palavra honesta
That was when I ruled the world
Era assim, quando eu regia o mundo

It was the wicked and wild wind
Foi o terrível e selvagem vento
Blew down the doors to let me in.
Que derrubou as portas para que eu entrasse
Shattered windows and the sound of drums
Janelas destruídas e o som de tambores
People could not believe what I’d become
O povo não poderia acreditar no que me tornei

Revolutionaries Wait
Revolucionários esperam
For my head on a silver plate
Pela minha cabeça em uma bandeja de prata
Just a puppet on a lonely string
Apenas uma marionete em uma solitária corda
Oh who would ever want to be king?
Oh, quem realmente ia querer ser rei?

Refrão
I hear Jerusalem bells a-ringing
Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando
Roman Cavalry choirs are singing
Os corais da cavalaria romana cantando
Be my mirror my sword and shield
Seja meu espelho, minha espada e escudo
My missionaries in a foreign field
Meu missionário em uma terra estrangeira
For some reason I can’t explain
Por um motivo que eu não sei explicar
I know St. Peter won’t call my name
Eu sei que São Pedro não chamará meu nome
Never an honest word
Nunca uma palavra honesta
And that was when I ruled the world
Mas, isso foi quando eu regia o mundo

(Ohhhhh Ohhh Ohhh)

Refrão
Hear Jerusalem bells a-ringings
Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando
Roman Cavalry choirs are singing
Os corais da cavalaria romana cantando
Be my mirror my sword and shield
Seja meu espelho, minha espada e escudo
My missionaries in a foreign field
Meu missionário em uma terra estrangeira
For some reason I can’t explain
Por um motivo que eu não sei explicar
I know St. Peter won’t call my name
Eu sei que São Pedro não chamará meu nome
Never an honest word
Nunca uma palavra honesta
But that was when I ruled the world
Mas, isso foi quando eu regia o mundo

Categorias:DVD, Favoritos, Séries, TV A CABO Tags:

Private Practice

Antes de falar da nova Série, vou lhe contar o que significa esse termo Spin-off, muito utilizado para casos como esse, uma nova Série, “Private Practice”, que nasceu de uma outra, a “Grey’s Anatomy”.

imageSpin-off é um termo em inglês utilizado para descrever uma nova empresa que nasceu a partir de um grupo de pesquisa de uma empresa, universidade ou centro de pesquisa público ou privado, normalmente com o objetivo de explorar um novo produto ou serviço. Mas no entanto estamos falando de uma Série de TV, então como isso se aplica?

Spin-Off na ficção – Spin-off também é um termo designado para uma produção de ficção nascida a partir de outra. Alguns exemplos notáveis:

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Spin-off

Setembro /2008 | 2.01
Episódio sem nome divulgado

Sem data definida | 1.01
“In Which We Meet Addison, A Nice Girl From Somewhere Else

ABP-4256 PP_StudioPstr Quem não pode baixar os episódios via torrente, então aguarde que o Cana  Sony – http://www.canalsony.com/br/ na TV a Cabo aqui no Brasil vai colocar no ar a série Private Practice, e eu acho que deve ser ainda esse ano.

Sinopse: Spin-off da aclamada Série de TV, “Grey’s Anatomy”, “Private Practice” mostra como é a nova vida da Dra. Addison, interpretada por Kate Walsh [“Grey’s Anatomy” (2005-?) e Under the Tuscan Sun (2003)], que deixou para trás o Seattle Grace Hospital, um casamento desfeito com Derek “McDreamy” Shepherd, interpretado por Patrick Dempsey [Made of Honor (2008) e Sweet Home Alabama (2002)] e um tórrido relacionamento com Mark “McSteamy” Sloan, interpretado por Eric Dane [“Charmed” como Jason Dean e Open Water 2: Adrift (2006)]  e se mudou para Santa Monica, em busca de ares mais ensolarados e possibilidades mais felizes.

addi-private-practice-

Shonda Rhimes [“Grey’s Anatomy” (2005-?)], vencedora do Globo de Ouro e criadora da famosa Série “Grey’s Anatomy”, nos traz uma história sobre encontrar uma maneira de começar o resto de sua vida. Dra. Addison Forbes Montgomery é uma renomada cirurgiã, que resolve reunir-se com os seus antigos amigos de faculdade, Naomi Bennett, interpretada por Audra McDonald [The Best Thief in the World (2004) e Tea Time with Roy & Sylvia (2003)] e Sam Bennett, interpretado por Taye Diggs [Equilibrium (2002) e House on Haunted Hill (1999)] unindo-se a eles, na sua Clínica, o Oceanside Wellness Center, em Santa Monica.

cast private practice

Naomi, uma especialista em fertilidade e hormônios e sócia majoritária da clínica, e Sam, um especialista em medicina interna, que acabou se tornando o “guru médico do homem comum”, estão recém divorciados. Eles são obrigados a conviverem, pelo bem de Maya, interpretada por Geffri Maya Hightower [“Jericho” como Allison e “Everybody Hates Chris” como Latrinda] e em outros três epsódios interpretada por Shavon Kirksey [Dragonball (2009)] sua filha adolescente, e seu consultório – mas seu relacionamento dificilmente é amigável.

PrivatePractice photos

A Clínica também tem em sua equipe de médicos, o Pediatra Dr. Cooper Freedman, interpretado por Paul Adelstein [Intolerable Cruelty (2003)e “Prison Break” como Paul Kellerman], a Psicóloga Dr. Violet Turner, interpretada por Amy Brenneman [Nevada (1997) e Daylight (1996)], o Guru da medicina alternativa Dr. Pete Wilder, interpretado por Tim Daly [“Wings” como Joe Montgomery Hackett e “The Nine” como Nick Cavanaugh], o Enfermeiro e faz tudo William ‘Dell’ Parker, interpretado por Chris Lowell [“Veronica Mars” como Stosh ‘Piz’ Piznarski e Graduation (2007)] e a Chefe de Cirurgia do Hospital de Santa Monica que dá suporte à Clínica para casos de internação, a Dr. Charlotte King, interpretada por KaDee Strickland [American Gangster (2007) e The Flock (2007)].

private-practice-cast

Quem ja viu sabe do que eu estou falando, a Série é fantástica, me atrevo a dizer que é melhor do que Grey’s Anatomy. O que quero dizer é que esse show tem uma maturidade e uma certa malícia chique que Grey’s Anatomy não tem. Quando assistimos ao show de Grey’s Anatomy nos deparamos com um festival de pós jovens que só fazem trepar nas salas de plantão do hospital Seattle Grace, diferente de Private Practice, onde nos identificamos com essas mulheres de seus 35 a 40 anos de idade, bem como os homens na mesma faixa etária, que buscam uma vida com algo a mais, é impossível não nos identificarmos com os personagens, são quatro homens e quatro mulheres que acabam se esbarrando quando o assunto é sexo, afinal trabalham juntos e passam muito tempo juntos, o que instiga a curiosidade e interesse de uns aos outros.

Esse conflito entre liberdade ou fidelidade/filhos aos 40 anos de idade é o ingrediente de sucesso do show, muita gente passa por isso todos os dias, diferente de Grey’s Anatomy que cai para o lado mais descarado do sexo casual, onde todo mundo trepa com todo mundo. Private Practice supera essa mania dos shows mais recentes, onde sexo é banalizado. A Série tem um certo charme nesse assunto, ela aborda o tema “sexo” de uma maneira criativa, original e extremamente madura.

Assistam, é imperdível!

Confira o trailer ao lado.

bom filme!

roberta vieira

http://www.privatepracticeinsider.com/

http://privatebrasil.wordpress.com/

the-private-simpsons

Categorias:Séries, TV A CABO Tags: