Arquivo

Posts Tagged ‘Ficção Científica’

DISTRITO 9 – 2009 (District 9 / D9)

Drama Humano x Drama Alienígena Sci-Fi de Blomkamp é um dos Acontecimentos Cinematográficos do Ano.

DIST9_TSR_1SHT_3

Gênero: Ficção Científica, Suspense, Drama, Ação

Censura: 16 anos

Duração: 112 min

Direção: Neill Blomkamp

Com: Sharlto Copley, Nathalie Boltt, Vanessa Haywood

Local de Filmagem: Johannesburg, Gauteng, South Africa e Miramar, Wellington, New Zealand

Produção: Peter Jackson e Philippa Boyens

Roteiro: Terri Tatchell e Neill Blomkamp

Fotografia: Trent Opaloch

Distribuidora: Sony Pictures

_

QUEM É QUEM

Wikus Van De Merwe é interpretado por Sharlto Copley – não é ator e sim especialista em efeitos especiais da equipe do diretor Neill Blomkamp;

Sarah Livingstone – Sociologista é interpretada por Nathalie BolttDoomsday (2008)“The Triangle” (2005) e Route 30 (2008);

Tania Van De Merwe é interpretada por Vanessa Haywood – esse é o primeiro trabalho da atriz.

District 9 16

SINOPSE

Há 20 anos atrás uma raça alienígena aporta na África do Sul, na cidade de Johannesburg,  no entanto ao invés de uma infiltração bélica ou a busca por troca de conhecimentos, os alienígenas só queriam um lugar para viver. Instalados no Distrito 9, as nações não chegaram a uma conclusão do que fazer com os novos inquilinos do planeta Terra e passaram o controle dos refugiados para uma empresa privada chamada Multi-National United – MNU, que por sua vez está mais interessada em roubar os segredos bélicos dos extraterrestres do que na sua própria segurança.

Em meio a toda esta tensão Wikus Van De Merwe, um operativo MNU, acaba acidentalmente exposto a um fluído alienígena que começa a mudar seu DNA, tornando-o possivelmente a chave pelo controle tecnológico alienígena. Wikus passa a ser a pessoa mais procurada do planeta e só há um lugar onde ele pode se esconder – o DISTRITO 9.

district9-image3

CRÍTICA

crítica inspirada no texto de daddy

A ficção-científica “Distrito 9“, elogiada pela crítica e produzida por Peter Jackson – o mesmo produtor do tão esperado The Hobbit (2011) e The Hobbit 2 (2012), do remake King Kong (2005), da trilogia que marcou o mundo, The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring (2001), The Lord of the Rings: The Two Towers (2002) e The Lord of the Rings: The Return of the King (2003), liderou as bilheterias dos Estados Unidos na sua estréia, de acordo com o Box Office Mojo. As estimativas são de que o filme sobre uma raça alienígena refugiada em território da África do Sul tenha arrecadado US$ 37 milhões, automaticamente cobrindo seu curto orçamento de US$ 30 milhões.

Equilíbrio perfeito entre os gêneros sci-fi e drama, “Distrito 9” é uma das melhores ficções já feitas e um dos acontecimentos cinematográficos do ano. A história é perfeita e os efeitos especiais são surpreendentes, a ponto de nos envolvermos emocionalmente com a causa dos alienígenas, além de torcer muito pelos “camarões” – assim chamados pelos humanos, pois os alienígenas são muito parecidos com um camarão – O personagem Christopher Johnson é um alienígena esperto e que está disposto a tudo para voltar para casa com seu filho. O drama desse ser estranho e de aparência horrenda nos envolve profundamente, mesmo sabendo que não passam de efeitos especiais, daí a prova de um roteiro eficiente, além de extremamente bem executado, sob direção impecável e fantástica de Neill Blomkamp.

District 9

Os efeitos especiais são impressionantes, na verdade você nem fica reparando na qualidade dos efeitos, já que está mergulhado no drama psico-virtual, humanos de um lado e efeitos especiais do outro e sim os efeitos tem drama de consciência, mas é imperceptível a linha imaginária entre o personagem e a digitalização do mesmo.

O longa metragem marca a transição do “alienígena agressor” ao “alienígena vítima”. Supera-se a fase onde nós, seres humanos somos perseguidos por aliens super monstruosos, horripilantes e sem escrúpulos. Em “Distrito 9” nós somos tão monstros quanto eles, não que eles sejam evoluídos ao ponto de nos sentirmos mal, mas somos tão monstros quantos eles a ponto de nos sentirmos piores do que eles, verdadeiros animais.

alg_district_9

Vai se encantar com Wikus, um assistente social ingênuo e ao mesmo tempo egoísta, um tanto generoso e outro tanto maldoso, um personagem cuja essência e valores se misturam entre o bem e o mal. Wikus acaba se expondo a uma substância alienígena, sofrendo mutação e passando a ser perseguido pela própria Multi-National United – MNU e uma gangue de nigerianos que acredita que ao comerem partes do corpo de um alienígena, ganham poderes e força.

O personagem WIKUS é uma verdadeira contradição, em momento algum ele demonstra piedade para com os alienígenas, nem mesmo poupa os ovos que estão em uma espécie de chocadeira. Mas ao perceber que sua vida depende de um alienígena, muda sua postura e descobre que eles são sensíveis e mais espertos do que ele imaginava.

District 9

Apesar de ficção e de ótimo entretenimento, D9 é um dos vários filmes que deturpam a imagem dos países de terceiro mundo. D9 pode ter sido uma grande alegoria sobre o Apartheid, mas existem alguns africanos que perderam a floresta para as árvores e agora estão putos com o papel que os nigerianos desempenharam no filme.

“Eu estava tão furiosa”, disse Umeano, uma nigeriana que vive em Atlanta. “Eles estavam mostrando nigerianos como corruptos, que comem alienígenas e que fazem sexo com alienígenas. Eu não podia ver isso”.

district-9-warning

“Por que querem reduzir nigerianos à criminosos, canibais e prostitutas que dormem com animais extra-terrestres”? – Disse Dora Akunyili, ministro da Informação. “Nós tivemos o suficiente com os estereótipos aos quais somos marcados – Nós não vamos ficar sentados e permitir que as pessoas nos estigmatizem dessa forma”. Contudo, sim, os nigerianos foram retratados como extraordinariamente cruéis e sádicos no filme, aliás TODOS OS SERES HUMANOS foram retratados como cruéis e sádicos no filme.

Claro, os nigerianos estavam comendo, transando e traficando os alienígenas, mas a “Coalizão Internacional das Pessoas Brancas” de qualquer grupo de ajuda internacional que seja e como chamada, estavam  literalmente sequestrando alienígenas e os estripando em laboratórios para tentar entender como suas armas funcionam. Eles são colocadas nos campos e rotineiramente são executados se ultrapassarem a linha. E, a propósito, podemos lembrar que estamos falando de selvageria com ALIENS IMAGINÁRIOS aqui? Dito isto, gostaria de SABER que gosto teriam os tais “camarões”!

district-9-08

Peter Jackson, o mesmo de Senhor dos Anéis, gastou apenas 30 milhões e em 2 dias o pagou. Está faturando uma fortuna pelo mundo. É um pseudo documentário, “Distrito 9” usa câmeras de mão, imagens semelhantes às de câmeras de segurança e simulacros de noticiários, tudo isso misturado com ação sangrenta e muito tiroteio. Arrisque e assista, vale a pena!

bom filme!

roberta vieira

http://www.d-9.com/

http://www.district9movie.com/

district_nine_06

ASSISTA AO TRAILER ABAIXO!

“Melhor concebida e executada do que se esperava, essa ficção tão fascinante mantém as impressões digitais repletas de sangue de Jackson, e anuncia Blomkamp como um talento a ser olhado”. (Variety)

“Ficção-científica genuína, te apanha imediatamente e não te solta até o último plano. A direção de Blomkamp é do mais alto nível, inteligente e com descaramento”. (Hollywood Reporter)

Be Kind Rewind – 2008 (Rebobine Por Favor)

be_kind_rewind_2008 Este filme está em cartaz nos cinemas. Confira a programação. Por outro lado, não assista no cinema, deixe para assistir em DVD. Infelizmente o filme é uma verdadeira bomba, sem dúvida é o longa mais entediante que eu já assisti em toda minha vida.

A história é idiota, os atores são chatos, Jack Black é um porre, eu detesto ele, acho ele chato e está sempre com cara de bêbado. A história trata de Jerry, interpretado por Jack Black [Kung Fu Panda (2008)] que trabalha num ferro-velho e tem muitas dores de cabeça. Ele acha que isso é por causa da rede elétrica que passa ali. Seu plano para sabotar as instalações dá errado e, para piorar, seu cérebro fica magnetizado. Isso faz com que ele destrua todos os filmes disponíveis na locadora de seu amigo.

Para satisfazer a cliente mais leal da loja, Jerry e o amigo contam com a ajuda da população da cidade e recriam as principais cenas e diálogos de filmes como “O Rei Leão”, “Hora do Rush”, “Caça-Fantasmas”, “Quando Éramos Reis”, “De Volta para o Futuro”, “Conduzindo Miss Daisy” e “Robocop”, entre muitos outros.

bkr foto

Em entrevista, o cineasta francês Michel Gondry falou sobre o filme: “É, basicamente, o tipo de filme que alguém alugaria num lugar que não tem DVD”…

FYI: A única coisa que presta é o site do filme!

Confira o trailer ao lado.

boa sorte!

roberta vieira

http://www.bekindmovie.com/

be kind rewind 2008

The Last Mimzy / Mimzy – A Chave do Universo – 2007

last_mimzy “Mimzy – A Chave do Universo” é uma adaptação do conto de ficção científica Mimsy Were The Borogoves, de 1943. A história, criada por dois escritores mas que assinavam sob um pseudônimo de Lewis Padgett, é inspirada em “Alice Através do Espelho”, de Lewis Carroll. O filme foi adaptado para os tempos atuais e é dirigido por Robert Shaye, produtor de diversos filmes como The Golden Compass (2007) e a trilogia “The Lord of the Rings“.

O filme é muito legal! Tem uma história muito bonita. Chris O’Neil (em sua estréia como ator) e Rhiannon Leigh Wryn (Hulk (2003)) interpretam dois irmãos que vão com seus pais passar o feriado na praia. Lá eles encontram boiando na água uma caixa misteriosa, daí começa toda a aventura, que mal sabem eles, vai salvar a humanidade.

Joely Richardson (“Nip/Tuck” como Julia McNamara e Return to Me (2000)), interpreta a mãe e Timothy Hutton (The Good Shepherd (2006) e Made in Heaven (1987)), interpreta o pai. Ainda temos Rainn Wilson (My Super Ex-Girlfriend (2006) e “The Office”), o professor das crianças que se envolve emocionalmente com o garoto e suas habilidades e sua namorada a Kathryn Hahn (Step Brothers (2008) e “Crossing Jordan”). Também o longa conta com a presença do renomado Michael Clarke Duncan (The Green Mile (1999) e Armageddon (1998), agente do FBI que acha que a família é terrorista. Tem bastante ação e aventura. Aluguem para as crianças assistirem.

Confira o trailer ao lado.

bom filme!

roberta vieira

http://www.newline.com/properties/lastmimzythe.html

http://www.mimzy-lefilm.com/

tlmsite

Para as mamães:

O filme é fantástico para as crianças e tem uma mensagem muito bonita para família.

Babylon A.D. – 2008 (Missão Babilônia)

babylon_ad_rvChega ao Brasil mais um filme de Vin Diesel (xXx (2002) e The Fast and the Furious (2001)) que interpreta Toorop, um mercenário que é contratado para transportar uma garota, que está em um convento na Mongólia, até Nova York. A garota é Aurora, interpretada por Mélanie Thierry (Chrysalis (2007)), a mesma é protegida desde de bebe no convento pela Irmã Rebeka, interpretada por  Michelle Yeoh (The Mummy: Tomb of the Dragon Emperor (2008) e Memoirs of a Geisha (2005)).

O filme é pura ação, só que tem um problema, a garota não é uma promessa de salvação de um mundo a beira da extinção, como diz na campanha de marketing do filme e muitas sinopses por aí, mesmo porque no filme o mundo em NY vai bem obrigada. Ela apenas tem uma condição diferente que nem no filme é explicado claramente, agente acaba de assistir sem entender bulhufas do que aconteceu. O longa não tem pé nem cabeça, acredito que não vale a pena mesmo ver esse filme no cinema, é um gasto de dinheiro desnecessário, veja em DVD, caso seja fã do Vin Diesel.

Como diz em um site gringo, se você já está na porta do cinema e não tem outra opção, então vá assitir, do  contrário, vá assistir outra coisa! E a propósito, o nome, Missão Babilônia, não sei o que tem a ver com o filme, e o final é uma bomba!

Confira o trailer ao lado.

bom filme e boa sorte!

roberta vieira

http://www.bad-lefilm.com/

babylon ad rv1

Categorias:DVD Tags:,

X-Files – I Want To Belive – 2008 (Arquivo X – Eu Quero Acreditar)

x_files_two_ver3 Eu acreditei que fosse o arquivo x dos ETs! Mas não, não é! É um filme muito bem dirigido, com ótima história, prende você na cadeira, mas não tem nada, nada mesmo com extraterrestres.

É como no seriado X-Files, um grande suspense, mas nada a ver com et’s! Me lembra um pouco o filme Sex in the City, a mesma droga, tudo que vimos no filme, já vimos no seriado! Cadê a imaginação Cary, Mulder e Scally?

Assista em casa, não tem super efeitos especiais, nenhumzinho e nem fotografia exuberante. O filme inteiro passa na neve.

Mas como disse antes, dá para se divertir!

Confira o trailer abaixo ou ao lado.

bom filme!

roberta vieira

http://www.xfiles.com/

xfilessite

[clearspring_widget title=””THE XFILES: I WANT TO BELIEVE”” wid=”48562af2fe04a330″ pid=”48bf4effd8633b55″ width=”416″ height=”316″ domain=”widgets.clearspring.com”]

Meet Dave – 2008 (O Grande Dave)

rv-meet_dave_2008_18

Quem iria imaginar que uma nave espacial no formato do corpo humano chegasse a Terra para uma missão.

MD_1600x1200_3

Para surpresa de seus tripulantes, um garoto acaba se envolvendo emocionalmente com suas “cabeças”…

Muito legal nada de comédia super engraçada como é de costume do Eddi Murphy, mas mesmo assim é divertida! Pode ver no cinema ou em dvd!

bom filme!

roberta vieira

http://www.meetdavemovie.com/

meetdavesite

Para as mamães:

O filme é tranqüilo para meninada assistir, não tem nenhuma cena pesada ou censurada, assim como não há linguajar pesado.

Confira o trailer abaixo

Meet Dave – 2008 (O Grande Dave)

The Golden Compass – 2007 (A Bússola de Ouro)

rv-golden_compass_2007_16Apesar das críticas negativas, mundialmente falando, A Bússola de Ouro é uma grande aventura, em um mundo completamente mágico, paralelo ao nosso e a muitos outros, com uma tecnologia e arquitetura surreais, a fotografia do filme é maravilhosa, a história é original, com atores de peso, é uma boa opção para quem curte esse estilo de filme.

Preste atenção é um longa super fantasioso, sem final, nos mesmos moldes da trilogia Senhor dos Anéis. A seqüência está sem previsão, já que o filme foi eleito como a pior adaptação já feita de um livro.

Apesar de a igreja católica criticar o filme como anti-Deus, é possível que seja feita uma continuação. O autor do livro, Philip Pullman afirma que o filme não reflete o mesmo na sua totalidade. Ainda assim, uma seqüência da Trilogia His Dark Materials: The Golden Compass, de onde o filme fora adaptado, deverá ter a sua presença integral durante as filmagens, para evitar que o enredo ganhe vida fora do livro. O studio New Line Cinema se recusa a discutir o futuro da trilogia.

asriel_1280

O longa metragem ganhou duas indicações ao OSCAR 2008: Para Melhor Direção de Arte e para Melhor Efeitos Visuais (efeitos especiais). O filme ganhou o Oscar 2008 de Melhor Efeito Visual. Não é para menos, o longa é um colírio para os olhos e um calor para a alma que voa na imaginação das belíssimas cenas.

Contudo, eu gostei. É leve e gostoso de assistir. Se não gosta de Harry Potter, Senhor dos Anéis e filmes do gênero, não alugue. Ótima escolha para as crianças, apesar de ter diálogos longos e cheios de nomes inventados para o filme e que se tornam um pouco complicados para os pimpolhos entenderem.

Confira o trailer ao lado.

bom filme!

roberta vieira

http://www.goldencompassmovie.com/

site goldencompass