Archive

Posts Tagged ‘Mistério’

ARRASTA-ME PARA O INFERNO – 2009 (Drag Me To Hell)

Um dos Melhores Filmes de Terror dos Últimos Tempos!

drag_me_to_hell Gênero: Terror, Suspense

Censura: 13 anos

Duração: 99 min

Direção: Sam Raimi

Com: Alison Lohman, Justin Long, Lorna Raver, Dileep Rao, David Paymer

Local de Filmagem: 20th Century Fox Studios – 10201 Pico Blvd., Century City, Los Angeles, California, USA; California State University Northridge – 18111 Nordhoff Street, Northridge, Los Angeles, California, USA; Los Angeles, California, USA; Tarzana, Los Angeles, California, USA e Union Station – 800 N. Alameda Street, Downtown, Los Angeles, California, USA

Produção: Ghost House Pictures e Sam Raimi

Roteiro: Ivan Raimi e Sam Raimi

Distribuidora: Universal Picture

 

QUEM É QUEM

Christine Brown é interpretada por Alison Lohman Gamer (2009), Beowulf (2007) e Big Fish (2003).

Clay Dalton é interpretado por Justin LongHe’s Just Not That Into You (2009), Jeepers Creepers (2001), Jeepers Creepers II (2003), Live Free or Die Hard (2007), Funny People (2009) e After.Life (2010).

Jim Jacks é interpretado por David PaymerOcean’s Thirteen (2007), Resurrecting the Champ (2007) e In Good Company (2004).

Rham Jas é interpretado por Dileep RaoAvatar (2009) e Inception (2010).

Sylvia Ganush é interpretada por Lorna Raver – O último trabalho dela, antes desse terror foi Walkout (2006), o restante são séries de TV, interpretando personagens coadjuvantes, nada que marcasse sua participação.

drag_me_to_hell_movie_image_alison_lohman1

SINOPSE

Christine Brown é uma ambiciosa agente de crédito de um banco em Los Angeles, ela tem um super namorado e um futuro brilhante. Mas em três dias, ela vai para o inferno. Um dia chega ao banco a misteriosa Sra. Ganush implorando pela extensão do financiamento de sua casa própria. Christine nega o pedido para impressionar seu chefe, Sr. Jacks, e acaba sendo amaldiçoada pela velhota. Perseguida por um espírito do mal, ela busca ajuda do médium Rham Jas. Christine fará de tudo para sobreviver, desde sacrifícios até feitiços, mas nada poderá deter essa força maligna, resta esperar e ir para o inferno.

drag_me_to_hell11

CRÍTICA

Do mesmo produtor de 30 Days of Night (2007), 20,000 Leagues Under the Sea (ano indefinido), The Grudge (2004), The Evil Dead (1981 e 2010), Spider-Man 4 (2011), entre outros, DRAG ME TO HELL ou ARRASTA-ME PARA O INFERNO é um dos últimos trabalhos de Sam Raime, que dirigiu, produziu e escreveu esse longa de terror, um dos melhores filmes do gênero dos últimos tempos.

drag_me_to_hell03

Frequentemente as pessoas são atraídas por imagens, figuras, formas, fotos, cores, etc. Quando se coloca tudo isso em um pôster, peça promocional usada em diversos segmentos comerciais, inclusive o cinematográfico, cria-se uma identidade visual, cuja qual atrai milhares, até mesmo, milhões de pessoas por todo o mundo. No caso da industria cinematográfica, confeccionar pôsteres é uma das inúmeras ações que devem ser feitas para a estréia de um longa metragem, no entanto um pôster mal feito ou mal idealizado pode prejudicar o lançamento de um filme, bem como a conexão do público para com o mesmo.

“Arrasta-me Para o Inferno” chamou a atenção quando lançou o pôster oficial, deixando os aficionados por filmes e terror de cabelos em pé. Realmente o pôster, como mostrado abaixo, é fantástico e ao contrário da maioria dos pôsteres de filmes de qualquer gênero, esse faz jus ao filme.

drag-me-to-hell-poster

Não é de hoje que saímos do cinema sussurrando a velha e famosa expressão – “achei que fosse melhor” – tudo porque julgamos o filme pelo pôster, assim como julgamos o livro pela capa, as pessoas pela aparência, etc. Mas no caso desse filme, se você acha ou achou que filme era bom por causa do pôster, acertou!

Na verdade não é bom e sim excelente, faziam anos que eu não assistia a um bom filme de terror, desses que realmente mete um “puta medo do inferno”, com perdão das palavras e que prende agente do começo ao final. Com roteiro convencional e ainda assim atraente, efeitos especiais horripilantes e direção impecável, o filme é imperdível.

drag-me-to-hell

A personagem que mais chama atenção e nos deixa apavorados, além de enojados – depois que você assistir vai entender – é uma senhora chamada Sylvia Ganush que é interpretada pela atriz Lorna Raver. Qualquer das inúmeras feições que a atriz faz, nos deixa apavorados, seu personagem mete mais medo do que o personagem fictício ao qual a história é focada.

drag_me_to_hell103

Ainda em alguns cinemas, ARRASTA-ME PARA O INFERNO é uma ótima opção para os fãs do gênero, além dos sustos garantidos. Vale comentar que a atriz do cartaz não condiz com a atriz do filme, o que uma boa foto não faz! São as mesmas, porém no cartaz ela é selvagem e sexy, ao contrário da imagem passada no filme, de uma mulher frágil e confusa.

bom filme e bom sustos!
roberta vieira

http://www.dragmetohell.co.uk

http://www.dragmetohellmovie.com.au

http://www.dragmetohell.net

dmth_wp2_1280

 

ASSISTA AO TRAILER

¨

ASSISTA A OUTROS VÍDEOS

Twilight – 2008 (Crepúsculo)

O Vampiro Com o Maior Sex Appeal da História do Cinema, Edward É Simplesmente Irresistível!

twilight_ver2 Direção: Catherine Hardwicke
Com: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Michael Welch, Justin Chon, Peter Facinelli, Kellan Lutz.
Local de Filmagem: 218 Rim Drive, Washougal, Columbia River Gorge, Washington, USA; Blue Heron Paper Company – 419 Main Street, Oregon City, Oregon, USA; Clackamas Community College, Oregon City, Oregon, USA; Corbett Elementary School – 35800 East Historic Columbia River Highway, Corbett, Columbia River Gorge, Oregon, USA; Indian Beach, Ecola State Park – Highway 101, Cannon Beach, Oregon, USA; Kalama High School – 548 China Garden Road, Kalama, Washington, USA; Kalama, Washington, USA; Madison High School, Portland, Oregon, USA; Mount St. Helens, Mount St. Helens National Volcanic Monument, Washington, USA; Multnomah Falls Lodge – 5000 E Historic Columbia River Hwy, Corbett, Columbia River Gorge, Oregon, USA; Multnomah Falls, Columbia River Gorge, Oregon, USA; Oxbow Regional Park, Sandy River Gorge, Oregon, USA; Portland, Oregon, USA; Salmon River, Oregon, USA; Santa Clarita, California, USA; Silver Falls State Park, Sublimity, Oregon, USA; St. Helens High School, St. Helens, Oregon, USA; Stonecliff Inn Restaurant & Bar – 17900 S. Clackamas River Drive, Oregon City, Oregon, USA; The Shire – 28852 State Route 14, Prindle, Columbia River Gorge, Washington, USA; The View Point Inn, Corbett, Columbia River Gorge, Oregon, USA; Vancouver, Washington, USA – (Sammi) e Vernonia, Oregon, USA.
Produção: Greg Mooradian, Mark Morgan, Karen Rosenfelt
Roteiro: Melissa Rosenberg e adaptação da Obra de Stephenie Meyer
Fotografia: Elliot Davis
Distribuidora: Paris Filmes
Estúdio: Maverick Films

Da diretora Catherine Hardwicke, “Twilight” ou “Crepúsculo” é seu primeiro longa-metragem que encabeça as bilheterias por todo o mundo, pelo menos por onde já tenha estreado. Ela dirigiu somente outros 3 filmes antes desse: The Nativity Story (2006), Lords of Dogtown (2005) e Thirteen (2003) – em seu currículo também há outras inúmeras participações, por exemplo, como designer de produção em Vanilla Sky (2001).

twilight_ver1

Adaptação de uma série de dez histórias criadas e escritas pela americana Stephenie Meyer, (www.stepheniemeyer.com) “Twilight” ou “Crepúsculo” é uma história que poderia ser como qualquer outra, se não fosse  por um  elemento irresistível: o objeto da paixão da protagonista é um vampiro.

O filme já tem continuação, que por sinal é outro projeto baseado nas histórias da escritora Stephenie Meyer, New Moon está em produção e deverá ter sua estréia mundial em 2010 – continuação de Twilight (2008) – New Moon (2010).

A autora ainda comenta em seu site oficial que está decepcionada com a saída da diretora Catherine Hardwicke do segundo longa da franquia.
“Sentirei falta dela, não somente porque ela é uma diretora brilhante, mas também porque é uma amiga. Ela fez coisas maravilhosas em “Crepúsculo, contou a escritora, que se revelou uma grande fã de Hardwicke. Entretanto, Meyer conta que a presença da diretora estará oculta em “New Moon”. “Ela não nos deixou de mãos vazias, ainda vamos nos beneficiar de seu ótimo elenco e do cenário que ela criou”, completou.
No lugar de Hardwicke, Chris Weitz (A Bússola de Ouro) foi contratado para o cargo de diretor. Apesar de lamentar a saída da diretora de Crepúsculo, Meyer revelou estar satisfeita com a escolha de Weitz. “Tive a oportunidade de conversar com Chris e posso dizer que ele está bem animado com a história e quer manter o filme o mais fiel possível ao livro“, contou.
Meyer também contou que Weitz deve agradar os fãs com a fidelidade à obra e que confia no seu talento para um bom resultado. “Estou animada em trabalhar com ele, afinal é o responsável por um dos meus filmes favoritos, “Um Grande Garoto”. Acredito que ele trará uma visão boa a “New Moon”, completou.
As filmagens de “New Moon” acontecerão na Itália. O segundo filme vai mostrar a vida de Bella em sua fase mais “escura”, como a lua nova, na qual Edward a deixa para sua própria segurança.

Para a galera que esperou para ver no cinema, a estréia é nesta sexta-feira, dia 19 de Dezembro de 2008 em todas as salas de cinema do país. Mas para quem está sem tempo ou quem não quer esperar até lá, já dá para assistir via torrent.

twilight_ver4

Kristen Stewart [Into the Wild (2007), The Messengers (2007) e In the Land of Women (2007)], interpreta Isabela Swan, conhecida como Bella, uma jovem adolescente que vai morar com seu pai na nublada e chuvosa cidadezinha de Forks, depois que sua mãe decide casar-se novamente. Bella, além de ter que viver em uma cidade extremamente  provinciana, na qual aparentemente todos se conhecem e se adoram, vai ter que se habituar a morar com um pai com quem nunca conviveu.

Forks é o último lugar onde Bella gostaria de viver, pelo menos é o que ela pensa até o primeiro dia de aula. No intervalo para o lanche, Bella toma conhecimenta da existência de um rapaz chamado Edward Cullen, interpretado por Robert Pattinson [New Moon (2010), Little Ashes (2008) e Harry Potter and the Order of the Phoenix (2007)],  e desde esse momento, ela fica fascinada por ele, que esconde um segredo obscuro, conhecido apenas por sua família.

twilight_ver5

Eles se apaixonam, mas Edward sabe que quanto mais avançam no relacionamento, mas ele está colocando Bella e aqueles à sua volta em perigo. Quando ela descobre que Edward é, na verdade, um vampiro, ela age contra todas as expectativas imaginadas e não tem medo da sede de sangue de seu grande amor, mesmo sabendo que ele pode matá-la a qualquer momento.

twilight_ver3

Bella, interpretada por Kristen Stewart vem fazendo ótimos filmes, é o tipo de atriz que, seja qual for o personagem que ela interprete, sempre faz com que agente se envolva na trama, ela atrai nossa atenção e sempre nos emociona. Quando ela é colocada ao lado de Robert Pattinson, o resultado é fantástico, pois ele é enigmático, extremamente sensual e, ao lado dela no filme, formam um casal apaixonante, é impossível tirar os olhos deles durante todo o filme, eles juntos geram uma espécie de atração visual irresistível, somado a beleza única de Robert Pattinson, que sinceramente, é de passar mal o filme todo, dando então para entender porque Bella não dá a mínima pelo fato dele ser um vampiro, pois, não só Robert Pattinson mas o seu personagem incorporado, Edward Cullen, formam o perfeito sex appeal aos olhos de qualquer mulher, com um olhar daqueles, qualquer mulher vira o pescoço e diz: Me morde!

Robert Pattinson, Kristin Stewart,Twilight, April 7, 2008

Além do casal puro sex appeal e sobrenatural, o filme é realmente excelente, desde a direção, roteiro e produção – efeitos especiais – tudo se encaixou com perfeição, proporcionando para o público um filme de vampiro diferente de todos já feitos até hoje. A fotografia do filme é magnífica, misturada ao romance de Bella e Edward, formam cenas deliciosas de serem assistidas.

twilight-backlot-21

Edward é com certeza perigoso, mas um perigo que qualquer mulher escolheria correr. Em um universo fantasioso, onde os personagens construídos pela autora Stephenie Meyer, humanos ou não, se mostram de tal forma similares em seus dilemas e  comportamentos que o sobrenatural chega a parecer parecer real. Meyer torna perfeitamente possível e irresistível a paixão de uma garota de 17 anos por um vampiro, também de 17 anos mas que tem vivido pelos últimos 100. Vegetariano, ou seja, que só bebe sangue de animais, Edward tem um olhar que faz qualquer mulher se arrepiar, mesmo que seja a mais terrível criatura de todos os tempos, um vampiro extremamente sensual e encantador.

A história é muito bem sacada, não tem aqueles lances vampirescos tradicionais, como dormir em caixões, morder pessoas durante toda a história, violência sanguinária, nada disso, é uma história de amor entre uma garota e um vampiro.

twilight_ver6

É uma estréia imperdível, acredito que vai agradar a todos, lógico que sempre tem um grupo que não curte histórias de vampiros, mas para esse grupo, meu conselho é dar uma chance, pois o filme é diferente dos filmes já feitos até hoje com esse tema.

As filas serão longas, mas no final compensa! Não deixem de visitar o site oficial do filme, o site americano, que é muito legal, e não o brasileiro que é uma porcaria,

bom filme!

roberta vieira

twilight 2008 00

www.twilightthemovie.com

www.crepusculofilme.com.br

Confira o trailer abaixo

Twilight – 2008 (Crepúsculo)

Twilight – 2008 (Crepúsculo)

City of Ember – 2008 (Cidade das Sombras)

Um dos Filmes Mais Originais da Temporada!

city_of_ember_ver2 Direção: Gil Kenan

Com: Saoirse Ronan, Bill Murray, Tim Robbins, Mackenzie Crook, Martin Landau, Toby Jones, Mary Kay Place, Marianne Jean-Baptiste, Harry Treadaway, Liz Smith, Lucinda Dryzek, Kate Dickie, Simon Kunz, Frankie McCafferty, Ian McElhinney.

Local de Filmagem: Belfast Methodist College, Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK; Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK; Cave Hill, Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK; Harland and Wolff Paint Hall, Titanic-Quarter, Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK; Maysfield Leisure Centre – 49 East Bridge Street, Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK e Titanic-Quarter, Belfast, County Antrim, Northern Ireland, UK.

Produção: Tom Hanks e Gary Goetzman

Roteiro: Caroline Thompson, adaptação do livro homônimo do autor Jeanne Duprau

Fotografia: Xavier Pérez Grobet

Trilha Sonora: Andrew Lockington

Distribuidora: 20th Century FoxWalden Media e Playtone

Estúdio: Playtone e Walden Media 

Do mesmo diretor de “Monster House” (2006) ou “A Casa Mosntro“, Gil Kenan arriscou e agradou com o longa-metragem “City of Ember” ou “Cidade das Sombras“, que é seu segundo filme e com certeza um grande sucesso, já o roteiro ficou por conta de Caroline Thompson, a mesma que fez o roteiro de “The Secret Garden (1993)” ou “O Jardim Secreto“, que fora um grande sucesso na época.

Já a produção ficou por conta de Tom Hanks, e ele mostrou mais competência como produtor, do que como ator, já que Hanks é extremamente maçante como ator – no bom e no mal sentido – Hanks é do tipo “ame ou odeie”.

 city of ember 00 (2)

Com estréia prevista para 23 de Janeiro de 2009, “City of Ember” em português “Cidade das Sombras” é sem dúvida o filme mais original dos últimos seis meses, se não dos últimos dois anos, ainda que o título brasileiro, que por sinal,  muito mal escolhido não faz jus ao filme.

Apesar da procedência do longa metragem ser americana, existem alguns sites que destacaram em suas informações sobre o filme  que  “Ember” é uma palavra Hungariana que significa em inglês  “man”  e em português “homem“.

O filme foi feito na Irlanda do Norte, no estaleiro onde fora construído o set de filmagem do “Titanic“, que agora é a cidade das sombras com efeitos especiais e um cenário impecável.

city of ember 00 (4)

O enredo do filme nos conta a história de uma cidade construída e confinada no subsolo, que abriga uma comunidade pelos últimos 200 anos, protegendo-a de um desastre já ocorrido e que em momento algum é especificado no filme.

O longa, adaptação do livro homônimo do autor Jeanne Duprau, conta a história sobre a cidade de Ember, famosa por sua fantástica e eterna iluminação. De repente, um dos geradores de força começa a falhar, e as lâmpadas que iluminam a cidade passam a piscar. É quando dois adolescentes iniciam uma corrida contra o tempo para descobrir pistas que irão revelar antigos mistérios sobre a existência de Ember e ajudar os cidadãos da cidade a escaparem da escuridão eterna.

city of ember 00 (7)

No elenco temos Tim Robbins [Zathura: A Space Adventure (2005), War of the Worlds (2005) e Top Gun (1986)], que interpreta Loris Harrow um homem dedicado a ciência e tecnologia, um dos membros mais antigos da comunidade e pai de Doon Harrow, interpretado por Harry Treadaway [ The Disappeared (2008), Love You More (2008) e Brothers of the Head (2005)], um garoto que está prestes a descobrir o que vai fazer para o resto de sua vida.

city of ember 01

A Cidade de Ember tem um ritmo próprio, uma maneira única de viver no subterrâneo. As crianças, a partir de uma determinada idade recebem, do prefeito e sua cúpula, um cargo de trabalho, que deverá atender as necessidades da cidade, e esse cargo é para sempre. Diante disso Doon e sua amiga Lina Mayfleet, interpretada por Saoirse Ronan [Death Defying Acts (2007), Atonement (2007) e The Lovely Bones (2009)], se vêem desesperados em estarem presos a cidade para o resto de suas vidas, e aí então que começa a desenrolar toda a trama, onde os dois amigos buscam uma maneira de sair do subterrâneo e finalmente viverem sob a luz do dia, algo que eles nunca presenciaram em toda sua existência, não pelos últimos 200 anos, onde foram confinados nessa comunidade subterrânea chamada Ember.

city of ember 02

O longa conta ainda com Martin Landau [The Majestic (2001), The New Adventures of Pinocchio (1999), The Adventures of Pinocchio e Harrison Montgomery (2008)], que interpreta Sul, um homem idoso, cansado e que trabalha no gerador de energia da cidade  e Bill Murray [Get Smart (2008), Charlie’s Angels (2000) e Ghost Busters (1984)], que vive o Prefeito Cole, um homem misterioso e egoísta, que esconde da cidade a real situação dos mantimentos e do gerador de energia.

Segundo publicado pelo site Wikipedia, a recepção do longa-metragem pelos críticos foi bem variada, agradando uns e nem tanto outros. Foi relatado que 47% dos críticos deram opiniões positivas com base em 48 comentários.

city of ember 03

Dentro desse universo de comentários, houve um consenso de que o filme  visualmente prende a atenção e tem um magnífico elenco, mas, infelizmente, está faltando em ambos ação e aventura. De fato, o longa, apesar de ser muito bom, deixa a desejar quanto a intensidade da ação e aventura que é sentida apenas no contexto geral da história, ao passo que poderia ser visualmente mais aventureiro com aquele frenesi de filmes de ação estilo “indiana jones”, cheios de mistérios a serem descobertos e com personagens mais explorados.

city of ember 04

Depois de assistir ao filme, tem-se a sensação de que faltou mais, como um enredo mais profundo, mais explorado com relação aos personagens centrais, Doom e Lina, cujas histórias são bem superficiais, deixando passar apenas a idéia de dois adolescentes que querem salvar a cidade de um desastre fatal.

Mesmo assim o filme é digno de se enfrentar filas no cinema para assisti-lo, é uma história original, tem um visual super bacana e realmente agente fica ansioso para descobrir como sair da cidade.

bom filme!

roberta vieira

http://www.cityofember.com/

city of ember 00

Confira o trailer abaixo

[clearspring_widget title=”City Of Ember: Official Movie Widget” wid=”48279d3adab7b9f6″ pid=”49416cc5c8b5d9e5″ width=”365″ height=”325″ domain=”widgets.clearspring.com”]

 

(basta clicar “play” no centro da imagem acima)

Max Payne – 2008

Mais Um Fiasco de Wahlberg…

Layout 1 (Page 1) Direção: John Moore
Com: Mark Wahlberg, Mila Kunis, Beau Bridges, Ludacris, Donal Logue, Chris O’Donnell, Nelly Furtado.
Local de Filmagem: Bay Station – 64 Bloor Street West, Toronto, Ontario, Canada (subway); Hamilton, Ontario, Canada; Loblaws Warehouse, Toronto, Ontario, Canada; Toronto Film Studios, Toronto, Ontario, Canada (studio); Toronto, Ontario, Canada; Union Station, Toronto, Ontario, Canada e Yorkville, Toronto, Ontario, Canada.
Produção: Scott Faye, Julie Yorn
Roteiro: Shawn Ryan, Sam Lake, Beau Thorne
Fotografia: Jonathan Sela
Trilha Sonora : Marco Beltrami
Distribuidora: Fox Film
Estúdio: Abandon Entertainment/ Collision Entertainment/ Dune Entertainment/ Firm Films

Do mesmo diretor de “Flight of the Phoenix (2004)” ou “O Voo da Phoenix“, John Moore e a 20th Century Fox são os responsáveis por levar a história do gameMax Payne” para os cinemas. O jogo, lançado para PC em 2001, vendeu mais de 5 milhões de cópias nos EUA e em 2003 fora lançado a continuação para PC e consoles.

O game foi o primeiro a reproduzir o efeito “bullet time” criado por “Matrix”, o que deve promover a repetição do seu uso nos cinemas depois da trilogia dos irmãos Wachowski.

MAX PAYNE conta a história de um policial que decide agir por conta própria, decidido a encontrar os responsáveis pelo brutal assassinato de sua família. Obcecado por vingança, sua investigação o conduz por uma jornada alucinante, em um submundo sombrio. À medida que se aprofunda no mistério, Max interpretado por Mark Wahlberg [The Brazilian Job (2011), The Happening (2008) e  We Own the Night (2007)], se vê forçado a combater inimigos sobrenaturais e a enfrentar uma traição inimaginável.

Payne persegue seu maior inimigo ao lado de seus inimigos, que são inimigos de seu maior inimigo, confuso? Simples, Payne se junta à chefona da máfia Russa, Mona Sax, interpretada por Mila Kunis [Forgetting Sarah Marshall (2008), “That ’70s Show” como Jackie Burkhart e After Sex (2007)], juntos eles vão vingar a morte da família de Payne e da irmã de Mona, Natasha Sax, interpretada por Olga Kurylenko [Quantum of Solace (2008), Hitman (2007) e Paris, je t’aime (2006)].

max_payne_ver1

Max Payne vai agradar os fãs (jovens) do game, mas nem tanto os fãs do astro Mark Wahlberg que mais uma vez deixou a desejar bastante. O problema é a escolha do papel e do filme, como por exemplo em “Fim dos Tempos” [The Happening] em que além de seu personagem ser absurdamente ridículo, o filme é uma verdadeira bomba.

Ao contrário disso, Mas Payne não é de todo ruim, é um suspense standard, com muita ação e um enredo mal executado, com um ar noir e com um “Q” de ficção, que no final das contas é creditado às drogas – ponto mal explorado no filme.

max_payne_ver3

Max ou Mark tem pouquíssimas falas no filme, assim  como em “Fim dos Tempos” (The Happening), Mark só abre a boca para falar bobagens e de resto é só pancadaria, tiroteios, perseguições, alucinações e muito, muito mal humor por parte do personagem. Continuamos fãs de Mark e continuamos a acreditar que o próximo longa vai ser melhor, afinal ele já fez bons trabalhos antes.

max_payne_ver5

Vale comentar que a história foi mal explorada, particularmente eu não conheço o game, nunca joguei, mas existem outros filmes que foram baseados em games, como por exemplo os dois filmes de “Lara Croft: Tomb Raider (2001)” e “Lara Croft Tomb Raider: The Cradle of Life (2003)”, que são excelentes, básicos mas muito bem executados, ao contrário desse que tinha tudo para ser algo bem melhor do que realmente é. Confira nas salas de cinemas, é no máximo uma distração.

bom filme!

roberta vieira

http://www.maxpaynethemovie.com/

http://www.maxpaynefilme.com.br/

max_payne_ver2

Confira o trailer abaixo

Max Payne – 2008

 

Max Payne Kung Fu 3.0 – GAME

Blindness – 2008 (Ensaio Sobre a Cegueira)

Luz no Final do Túnel… 

blindness_ver3

Direção: Fernando Meirelles
Com: Mark Ruffalo, Julianne Moore, Yusuke Iseya, Yoshino Kimura.
Website oficial: www.ensaiosobreacegueirafilme.com.br
Estúdio: O2 Filmes / Rhombus Media / Bee Vine Pictures
Distribuição: 20th Century Fox Brasil / Miramax Films
Roteiro: Don McKellar, baseado em livro de José Saramago
Produção: Andrea Barata Ribeiro, Niv Fichman e Sonoko Sakai
Música: Marco Antônio Guimarães
Fotografia: César Charlone
Desenho de Produção: Matthew Davies e Tulé Peake
Direção de Arte: Joshu de Cartier
Figurino: Renée April
Edição: Daniel Rezende

Do mesmo diretor de Cidade de Deus (2002) e The Constant Gardener (2005), ambos os filmes nomeados ao Oscar, “Blindness” ou “Ensaio Sobre a Cegueira” está em cartaz nos cinemas dos principais estados brasileiros desde 12 de Outubro de 2008, e é o longa metragem com “um ambiente multiétnico bastante propício tanto ao caráter multinacional da produção quanto à universalidade da parábola de Saramago. Há personagens de três raças, atores de distintas latitudes e locações distribuídas entre três países.” (Brasil, Canadá e Uruguai) – trecho escrito por  CARLOS ALBERTO MATTOS (Uma Luz Forte, Mas Breve – 12/9/2008).

O longa trata uma inédita e inexplicável epidemia de cegueira que atinge uma cidade – que não fora identificada no filme. Chamada de “cegueira branca”, já que as pessoas atingidas apenas passam a ver uma superfície leitosa, a doença surge inicialmente em um homem no trânsito e, pouco a pouco, se espalha pelo país. À medida que os afetados são colocados em quarentena e os serviços oferecidos pelo Estado começam a falhar as pessoas passam a lutar por suas necessidades básicas, expondo seus instintos primários.

blindness

Nesta situação a única pessoa que ainda consegue enxergar é a mulher do médico – que não possui nome na história e é interpretada por Julianne Moore [Shelter (2009), Hannibal (2001) e The Forgotten (2004)], ela é esposa do Doutor – que também não possue nome na história, interpretado por Mark Ruffalo [Shutter Island (2009), Reservation Road (2007) e Zodiac (2007)], que é um médico oftalmologista e responsável pelo atendimento do primeiro infectado.

blindness-4

A mulher do médico não que ficar afastada dele durante a quarentena, sendo obrigada a permanecer no isolamento junto com o mesmo e com todos os infectados pela cegueira, o que é uma ironia, já que ela é a única pessoa que pode estabelecer qualquer ordem mínima no local.

O filme ainda conta com mais três nomes de peso, a brasileira Alice Braga [Redbelt (2008) e I Am Legend (2007)], o astro Gael García Bernal [Babel (2006) e Diarios de motocicleta (2004)] e Danny Glover [Saw V (2008) e Lethal Weapon 4 (1998)].

blindness_01_502

“Ensaio sobre a Cegueira” é uma obra literária de José Saramago,  famoso escritor português e para aqueles que já leram o livro, vale a pena assistir ao filme, não comparem filme com livro, são artes diferentes que propõe emoções diferentes, é a mesma história, mas contada sob o ponto de vista de Feranado Meirelles.

blindness_03

Excelente e muito diferente do que era esperado, mas extremamente interessante, prende do começo ao fim. Tem uma visão focada no grupo de pessoas em quarentena e não no caos da cidade. Isso torna a história misteriosa pois quase não vemos como a cidade e o mundo está lidando com o fato, do ponto de vista do caos.

blindness_04 

Estar cego em um mundo de cegos não torna as pessoas mais amenas, mais receptivas ou até mesmo mais humildes, ao contrário disso, as pessoas se tornam mais agressivas, obscuras e violentas.

Assistam, é uma boa pedida entre os lançamentos da temporada. Lembrem, não é um filme no estilo gringo americanizado, é um longa metragem limpo, sem efeitos e inclusive nenhum personagem tem nome!

bom filme!

roberta vieira

http://www.blindness-themovie.com/

blindness_ver10

Confira o trailer abaixo

[clearspring_widget title=”Widget” wid=”47f918fcf632a380″ pid=”491ee8a4c1f5d7e4″ width=”420″ height=”675″ domain=”widgets.clearspring.com”]

The Mummy – Tomb of the Dragon Emperor – 2008 (A Múmia – A Tumba do Imperador Dragão)

 A Múmia Chinesa

rv-mummy_tomb_of_the_dragon_emperor_2008_18

Nem preciso dizer, mas aí vai: Excelente, fantástico, muito bom! A fotografia é linda, é uma aventura estilo “Indiana Jones”, para quem gosta, vá ver. Só confesso que senti falta da atriz que interpretou Evy nos dois primeiros, a Rachel Weisz.

Não gostei dessa atriz, Maria Bello, que fez o papel da Evy, achei muito forçado, ela fez de tudo para ficar parecida com a Rachel Weisz, e para os já familiarizados com os dois primeiros filmes, chega a ser meio sacal vê-la nesse papel.

mummy3_wallpaper33_lg

Tirando isso, vão ao cinema, e depois colecionem! Sou suspeita para falar, pois sou fã da trilogia. Lembrem, o filme é uma aventura ambientalizado na China de 1946 e com um milhão de múmias lutando com um milhão de escravos mortos, ou seja, foi usado muito efeito especial, se não curtem isso, não percam tempo!

bom filme!

roberta vieira

http://www.themummy.com/

mummy3

Confira o trailer abaixo

The Mummy Tomb of the Dragon Emperor – 2008 (A Mumia – A Tumba do Imperador Dragão)