Arquivo

Posts Tagged ‘Traição’

MARIDO POR ACASO – 2008 (The Accidental Husband)

Os Dois Homens Mais Charmosos do Planeta, Imperdível!

Em Cartaz

tah Gênero: Comédia Romântica 
Censura: 13 anos 
Duração:  90 min
Direção: Griffin Dunne
Com: Uma Thurman, Colin Firth, Jeffrey Dean Morgan, Isabella Rossellini, Sam Shepard, Lindsay Sloane, Justina Machado, Keir Dullea, Kristina Klebe, Sarita Choudhury.
Local de Filmagem: Engine 312 – 22-63 35th Street, Astoria, Queens, New York City, New York, USA; First Church of Round Hill – 464 Round Hill Road, Greenwich, Connecticut, USA e New York City, New York, USA.
Produção: Uma Thurman, Jason Blum, Jennifer Todd, Suzanne Todd, Bob Yari
Roteiro: Mimi Hare, Clare Naylor, Bonnie Sikowitz
Fotografia: William Rexer
Trilha Sonora: Andrea Guerra
Distribuidora: Playarte
Estúdio: Blumhouse Productions/ Henry’s International Cuisine

 

SINOPSE
Uma Thurman [My Super Ex-Girlfriend (2006), Kill Bill: Vol. 2 (2004) e Batman & Robin (1997)], interpreta a Dr. Emma Lloyd, ou seja, uma mulher diplomada que dá conselhos sobre relacionamentos e amor em um programa de rádio em Nova York. Ao atender uma ouvinte de nome Sofia vivida por Justina Machado, ["Six Feet Under" como Vanessa Diaz], a mesma expressa para a Dr. Emma, suas dúvidas quanto ao seu casamento que se realizará em alguns dias. Thurman lhe pergunta a quanto tempo estão juntos e Sofia lhe diz que se conhecem a 5 meses, então a Dr. Emma a aconselha ir com calma e que o casamento seria muito precipitado.

aacidental_husband07

Patrick Sullivan é interpretado por um dos homens mais belos e charmosos do planeta, o ator Jeffrey Dean Morgan ["Grey’s Anatomy" como Denny Duquette e P.S. I Love You (2007)], Patrick ouve toda a conversa pelo rádio junto com seus companheiros de combate ao fogo, pois o mesmo é bombeiro e mora no Queens, no andar superior de um restaurante indiano. Sofia cancela o casamento e Patrick fica inconformado por Sofia dar atenção ao conselho de uma desconhecida.

the_accidental_husband_2008 06

No mesmo andar superior do restaurante indiano que Patrick vive, moram também a família de indianos que são os donos do restaurante, e são como uma família para Patrick. Uma bela noite, Patrick vai até o quarto do jovem Ajay, interpretado por Jeffrey Tedmori [Bad News Bears (2005)], um adolescente com perfil de racker. Ajay mostra a Patrick o registro público de pessoa física de Emma, no entanto o garoto, em solidariedade a Patrick, já havia alterado o estado civil de Emma para casada e sugere ao bombeiro que deixem assim como vingança pelo ocorrido.

acidental_husband09

Patrick aceita e começa toda a confusão, quando Emma fica noiva e vai dar o próximo passo em sua relação, descobre que, oficialmente, ela já é casada! E pior: com o próprio Patrick! Extras: Uma Thurman, 36 anos, sofreu um acidente no set do longa-metragem "Marido por Acaso", em Connecticut, EUA. Segundo o tablóide inglês The Sun, a atriz americana quebrou o pulso após dar um salto em cena. No início, a atriz achava que tinha apenas torcido o pulso, no entanto, descobriu a fratura no dia seguinte e precisou de uma cirurgia. "Ela passa bem após a operação", disse uma amiga de Uma Thurman ao The Sun.

Accidental Husband<br /> Day 34, 03/11/07 the_accidental_husband_2008 03

accidental-husband 2008 The Accidental Husband (2007) (filming) .... Richard12

No elenco ainda estão, Colin Firth [Mamma Mia! (2008), Nanny McPhee (2005) e Love Actually (2003)], que interpreta Richard Bratton seu noivo e Isabella Rossellini [Blue Velvet (1986), Death Becomes Her (1992) e Two Lovers (2008)], que vive a Sra. Bollenbecker, a esposa de um homem importante para a carreira de Richard Bratton.

the_accidental_husband_2008 04

CRÍTICA
O filme é uma delícia de assistir, é leve, não tem aquele dramalhão que causa choradeira e tem um humor bem sutil. As atuações são bem standard, ninguém se destaca e o filme é apaixonante. O ator que interpreta Patrick, o bombeiro apaixonado, nos leva a loucura com seu olhar de amor para Uma. É com certeza uma boa pedida para todas as mulheres. Não deixem de assistir.

bom filme e bom suspiros!
roberta vieira
http://www.theaccidentalhusbandmovie.com

accidental_husband_ver3

http://www.dremmalloyd.com/

accidental_husband_ver6

Confira o trailer abaixo!

Anúncios

ELE NÃO ESTÁ TÃO A FIM DE VOCÊ – 2009 (He’s Just Not That Into You)

Filme Para Mulheres… Só Para Mulheres Mesmo! Proibida a Entrada de Homens!

hes_just_not_that_into_you Gênero: Romance, Comédia, Drama
Censura: 12 anos
Duração: 129 min
Direção: Ken Kwapis
Com: Ginnifer Goodwin, Kris Kristofferson, Kevin Connolly, Scarlett Johansson, Jennifer Aniston, Justin Long, Jennifer Connelly, Drew Barrymore, Ben Affleck.
Local de Filmagem: Baltimore, Maryland, USA; Beverly Hills, California, USA; Burbank, California, USA; Formosa Street, Maida Vale, London, England, UK; London, England, UK; Los Angeles, California, USA; Madras, Oregon, USA; Maida Vale, London, England, UK; Portland, Oregon, USA e Venice, Los Angeles, California, USA.
Produção: Nancy Juvonen
Roteiro: Abby Kohn, Marc Silverstein, baseado no livro de Greg Behrendt e Liz Tuccillo – "He’s Just Not That Into You: The No-Excuses Truth to Understanding Guys"
Fotografia: John Bailey
Trilha Sonora: Cliff Eidelman
Distribuidora: PlayArte Filmes
Estúdio: Flower Films

He's Just Not That Into You ver3

SINOPSE:
Gigi
, interpretada por Ginnifer Goodwin [Day Zero (2007), "Big Love" como Margene Heffman  (34 episodes, 2006-2009) e In the Land of Women (2007)] é uma romântica incorrigível que sai com Conor, interpretado por Kevin Connolly ["Entourage" Eric Murphy como (66 episodes, 2004-2008), The Notebook (2004) e The Ugly Truth (2009)] que é o tipo de cara que nunca liga no dia seguinte.

Um dia ela resolve encontrar com Conor “acidentalmente” em um bar que ele costuma freqüentar, e acaba conhecendo Alex, interpretado por Justin Long [Jeepers Creepers (2001), Zack and Miri Make a Porno (2008) e Alvin and the Chipmunks (2007) (voice) como Alvin] que é o sujeito que divide o apartamento com Conor, e que tem uma visão muito clara sobre o mundo, cuja qual ele decide compartilhar com Gigi numa viagem ao complicado mundo da mente masculina.

(L-r) GINNIFER GOODWIN stars as Gigi, JENNIFER ANISTON stars as Beth and JENNIFER CONNELLY stars as Janine in New Line Cinema’s romantic comedy “He’s Just Not That Into You,” a Warner Bros. Pictures release.
PHOTOGRAPHS TO BE USED SOLELY FOR ADVERTISING, PROMOTION, PUBLICITY OR REVIEWS OF THIS SPECIFIC MOTION PICTURE AND TO REMAIN THE PROPERTY OF THE STUDIO. NOT FOR SALE OR REDISTRIBUTION.

Depois de “cair na real”, segundo as revelações de Alex, Gigi percebe que ao invés de correr atrás dos homens com quem tivera um encontro apenas, bem como ficar tentado interpretar os sinais que os mesmos dão durante esses encontros, ela resolve desencanar e não correr mais atrás, nem o telefone deles ela passa a anotar.

Mas o que Gigi não percebe é que ela caiu exatamente na mesma ladainha, mas dessa vez foi com Alex, que de fato passou todos os sinais de que ele estava afim, mas…

Bom essas sinopse será um pouco mais longa do que eu gostaria que ela fosse. Mas vale a pena ler…

He's Just Not That Into You ver6

Nesse bolo de Gigi, Conor e Alex, temos outros encontros e desencontros, por exemplo: Conor não liga de volta para Gigi porque ele é apaixonado por Anna Taylor, interpretada por Scarlett Johansson [Vicky Cristina Barcelona (2008), The Island (2005) e Iron Man 2 (2010)] que está apixonada por Ben Gunders, interpretado por Bradley Cooper [Yes Man (2008), The Midnight Meat Train (2008) e "Nip/Tuck" como Aidan Stone (6 episodes, 2007-2009)] cujo qual ela conheceu na fila do caixa do supermercado e que é casado com Janine Gunders, interpretada por Jennifer Connelly [Blood Diamond (2006), House of Sand and Fog (2003) e Dark City (1998)].

Por sua vez, Janine trabalha com Beth Barllet, interpretada por Jennifer Aniston [The Break-Up (2006), Marley & Me (2008) e Along Came Polly (2004)] que é “juntada” com Neil Jones, interpretado por Ben Affleck [State of Play (2009), Smokin’ Aces (2006) e Pearl Harbor (2001)]. Janine e Beth trabalham também com Gigi, e passam o dia todo debatendo seus relacionamentos e o dos outros.

Neil e Ben são amigos e compartilham suas fobias de casamento juntos, tanto os deles quanto os dos outros.

Beth vive um dilema com seu “namorido”, pois Neil se recusa a casar com ela, alegando que já vivem a tantos anos juntos que casar poderia estragar tudo, além dele mesmo ser contra a oficialização perante as leis civis e religiosas.

E para acabar com esse super bolo de encontros e desencontros, Conor contrata Mary Harris, interpretada por Drew Barrymore [Music and Lyrics (2007), 50 First Dates (2004) e Charlie’s Angels (2000)] para realizar seu marketing pessoal, pois Conor é corretor de imóveis e quer aumentar o número de visitação das casas que ele é responsável pela venda ou locação. Já Mary só namora “on line” e espera conhecer ser príncipe encantado, seu par feito…

(L-r) GINNIFER GOODWIN stars as Gigi, JENNIFER ANISTON stars as Beth and JENNIFER CONNELLY stars as Janine in New Line Cinema’s romantic comedy “He’s Just Not That Into You,” a Warner Bros. Pictures release.
PHOTOGRAPHS TO BE USED SOLELY FOR ADVERTISING, PROMOTION, PUBLICITY OR REVIEWS OF THIS SPECIFIC MOTION PICTURE AND TO REMAIN THE PROPERTY OF THE STUDIO. NOT FOR SALE OR REDISTRIBUTION.

CRÍTICA

Do mesmo diretor de “Licença Pra Casar” – 2007 (License to Wed) e Quatro Amigas e Um Jeans Viajante – 2005 (The Sisterhood of the Traveling Pants), Ken Kwapis acertou mais uma vez na receita do bolo, e que bolo!

Recém saído da telonas, agora é aguardar a chegada nas locadoras, ou procurar pelas salas de cinema que ainda estejam com o longa em cartaz para assistir ao drama romântico que mostra com clareza o mundo complicado da mulheres e suas infinitas ladainhas.

Quantas vezes ouvi minhas amigas dizerem que o “cara” não me merecia, ou que o cara não ligou pois estava com algum problema, em fim, sabem quantas justificativas cretinas já ouvi de amigas, tias, mães e do próprio “cretino” que ele não me ligou por algum motivo idiota, que está na cara que era uma puta mentira deslavada e ninguém, ninguém mesmo teve a “porra” da coragem de dizer que “ELE NÃO ESTAVA TÃO AFIM DE MIM”…

(L-r) JENNIFER ANISTON stars as Beth and BEN AFFLECK stars as Neil in New Line Cinema’s romantic comedy “He’s Just Not That Into You,” a Warner Bros. Pictures release.
PHOTOGRAPHS TO BE USED SOLELY FOR ADVERTISING, PROMOTION, PUBLICITY OR REVIEWS OF THIS SPECIFIC MOTION PICTURE AND TO REMAIN THE PROPERTY OF THE STUDIO. NOT FOR SALE OR REDISTRIBUTION.

Conflitos amorosos, brigas homéricas entre namorados, traição, cara metade, alma gêmea, fofocas, etc. Tudo que envolve o relacionamento entre homens e mulheres é mostrado nesse longa de uma forma esclarecedora, sincera e um tanto engraçada.

Não é um filme para homens assistirem, mas sim, para homens corajosos o suficiente para enfrentarem as mil e uma “ladainhas” femininas e de uma vez por todas, descobrirem alguns dos vários segredos das mulheres… É vocês vão poder ver com os próprios olhos o que as mulheres fazem (pensam) no primeiro encontro, o quanto as mulheres imaginam (viajam), fantasiam (sonham) sobre os homens…

Estou exagerando um pouquinho para vocês leitores entrarem no clima, afinal é um filme para mulheres, mas os homens devem sim, assistir. O filme é bom, boas atuações, ótimas sacadas e excelente roteiro. Não vai agradar a todos, mas com certeza vai agradar o público feminino, pelo menos a parte que tem plena consciência de que as mulheres são sim mais pré dispostas a abrirem seus corações do que os homens.

He's Just Not That Into You ver9

O amor pode estar em qualquer lugar, mas na maioria das vezes, ele se mostra nos momentos menos esperados… Basicamente é disso que o filme se trata. Não adianta nada escolhermos o par perfeito, a pessoa certa, o cara ideal, a mulher dos sonhos, ou como já ouvi por aí, a  “mulher da minha vida”…  Pelo amor de Deus, como ela pode ser a mulher da sua vida se você a viu somente uma vez?

São as pequenas coisas, os gestos, as atitudes, as palavras, que definem a essência de uma pessoa, de fato Conor acaba percebendo isso no final da história, quando sem ter uma puta idéia, ele acaba esbarrando naquela que seria sua mulher e mãe dos seus filhos, e ironicamente, eles já se conheciam…

bom filme…
roberta vieira
http://www.hesjustnotthatintoyoumovie.com/

He's Just Not That Into You ver22

CONFIRA O TRAILER ABAIXO:

He’s Just Not That Into You – 2009

The Duchess – 2008 (A Duquesa)

Seu Fosse Hoje, Seria Divórcio ou Assassinato, Mas Acabou Sendo, Boca Calada e Amante na Mesa!

duchess_ver2 Direção: Saul Dibb
Com: Keira Knightley, Ralph Fiennes, Hayley Atwell, Charlotte Rampling, Simon McBurney, Dominic Cooper, Aidan McArdle.
Local de Filmagem: Bath, Somerset, England, UK; Chatsworth House, Edensor, Derbyshire, England, UK; Clandon Hall, Guildford, Surrey, England, UK – (Devonshire House interiors); Dining Room, Basildon Park, Lower Basildon, Berkshire, England, UK – (Dining room in the Devonshires’ rented house in Bath)
; Entrance Hall, Osterley Park House, Isleworth, Middlesex, England, UK – (Society ball at Lady Melbourne’s house); Fakenham, Norfolk, England, UK; Greenwich, London, England, UK; Holkham Hall and Estate, Norfolk, England, UK – (Devonshire House dining room); Kedleston Hall, Kedleston, Derbyshire, England, UK – (Devonshire House interiors)
; King William Walk, Greenwich, London, England, UK; Library, Kedleston Hall, Kedleston, Derbyshire, England, UK – (Library in Althorp House); Marble Hall, Kedleston Hall, Kedleston, Derbyshire, England, UK – (Banquet where Georgiana’s hair catches fire); National Maritime Museum, Greenwich, London, England, UK – (exteriors); Old Vic Theatre, Bristol, England, UK; Royal Crescent, Bath, Somerset, England, UK; Somerset House, Strand, London, England, UK – (Devonshire House exteriors); The Saloon, Kedleston Hall, Kedleston, Derbyshire, England, UK – (Entrance hall in the Devonshires’ rented house in Bath); Twickenham Film Studios, St Margarets, Twickenham, Middlesex, England, UK; University of Greenwich, Greenwich, London, England, UK; Wells-next-the-Sea, Norfolk, England, UK e West Wycombe Park, West Wycombe, Buckinghamshire, England, UK.
Produção: Michael Kuhn, Gabrielle Tana
Roteiro: Jeffrey Hatcher, Anders Thomas Jensen, Saul Dibb e adaptação da obra da autora  Amanda Foreman
Fotografia: Gyula Pados
Estúdio: Boom/ BBC Films/ Magnolia Mae Films/ Pathe Productions/ Qwerty Films

The Duchess (2008)

O filme retrata com excelência a vida da Duquesa de Devonshire, Georgiana Cavendish, interpretada por Keira Knightley [The Edge of Love (2008), Atonement (2007) e Pirates of the Caribbean: At World’s End (2007)] – que foi uma aristocrata e socialite britânica do século XVIII, que nasceu em 7 Junho de 1757 e morreu, aos 48 anos, em 30 de Março de 1806.

De beleza invejada nas rodas sociais inglesas, Georgiana usou um pouco mais do que suas influências para participar do cenário político, numa época em que o direito de voto ainda levaria um século para ser concedido às mulheres.

The Duchess 01

No entanto sua participação no cenário político não fora sua única atividade social. Georgiana era uma mulher obcecada pelo jogo de cartas, com altas apostas em dinheiro, que ao morrer deixou uma dívida imensa para sua família arcar.

Durante as aparições que ela fazia nas campanhas políticas e nos salões da alta sociedade, Georgiana era muitíssimo elogiada, bem como inspiradora, pelo seu senso fashion e bom gosto ao usar belos chapéus, perucas imensas e vestidos deslumbrantes, além dos sapatos que eram sempre muito bem escolhidos.

Foi a própria Georgiana quem apresentou o Duque de Devonshire, interpretado por  Ralph Fiennes [In Bruges (2008), Harry Potter and the Order of the Phoenix (2007) e Maid in Manhattan (2002)], à sua amante e futura segunda esposa, Lady Elizabeth Foster, Bess, interpretada por Hayley Atwell [Cassandra’s Dream (2007), Brideshead Revisited (2008) e How About You (2007)], filha do 4.° Conde de Bristol.

The Duchess 04

Bess” era a melhor amiga de Georgiana, que tolerou o “ménage à trois” por muitos anos. Contudo, a Duquesa também cometeu adultério: seu caso com Charles Grey interpretado por Dominic Cooper [Mamma Mia! (2008), The Escapist (2008) e An Education (2009)], 2° Conde Grey resultou no nascimento de uma filha, Eliza, em 1792.

Quando Georgiana morreu, William,  pôde casar-se com Bess Foster e, imediatamente, providenciou uma nova amante.

Não, eu não contei o filme, na realidade essa é a história verdadeira de GeorgianaDuquesa de Devonshire, Georgiana Cavendish – que você poderá encontrar, em sites específicos sobre a história britânica, na internet. No site Wikipedia (já coloquei o link no nome) você poderá encontrar a bibliografia mais completa sobre a vida dessa mulher notável para sua época.

The Duchess 02

Charlotte Rampling [Babylon A.D. (2008), Deception (2008) e Swimming Pool (2003)], interpreta a mãe da Duquesa, Lady Spencer, que foi quem arranjou o casamento de sua filha Georgiana com o Duque de Devonshire.

O filme é excelente, tem uma fotografia belíssima e a história é muito interessante. Mas já aviso que é um filme de época e não tem ação, suspense ou violência, mesmo assim vale apena sim assistir a dificuldade da época em ser uma mulher, onde não tínhamos direito a nada, nem a amar um homem, somente era direito das mulheres casarem, terem filhos homens e aceitarem as amantes de seus maridos.

OSCAR 2009

O longa metragem “The Duchess” (A Duquesa) foi indicado ao OSCAR 2009 na categoria Melhor Figurino.

bom filme e bom OSCAR 2009!

roberta vieira

www.theduchessmovie.com

http://www.theduchessmovie.co.uk/

The Duchess 03

Confira o trailer abaixo.

The Duchess – 2008 (A Duquesa)

Traitor – 2008 (O Traidor)

Conflitos no Oriente Médio

traitor 01

Direção: Jeffrey Nachmanoff
Com: Guy Pearce, Don Cheadle, Jeff Daniels, Neal McDonough, Saïd Taghmaoui, Archie Panjabi, Simon Reynolds, Lorena Gale, Jonathan Walker, Alexandra Castillo.
Website oficial: www.traitor-themovie.com
Produção: Don Cheadle, David Hoberman, Kay Liberman, Todd Lieberman, Chris McGurk, Danny Rosett, Jeffrey Silve
Roteiro: Steve Martin
Fotografia: J. Michael Muro
Local de Filmagem: Chicago –  Illinois – USA; França; Marrocos; Hamilton, Ontario, Canada e Toronto, Ontario, Canada   
Distribuidora: PlayArte
Estúdio: Crescendo Productions/ Mandeville Films/ Overture Films

Roy Clayton, interpretado por  Guy Pearce [Factory Girl (2006), The Time Machine (2002) e The Count of Monte Cristo (2002)] é um agente do FBI que lidera as investigações de uma perigosa conspiração internacional. Uma pista faz com que entre em seu foco Samir Horn, interpretado por Don Cheadle [Ocean’s Thirteen (2007), After the Sunset (2004) e Hotel Rwanda (2004)], um ex-capitão de operações especiais do exército norte-americano.

Misterioso, Horn é responsabilizado quando uma grande operação fracassa. Isto faz com que ele desapareça antes que qualquer um o escute, o que gera a criação de uma força-tarefa formada por diversas agências, com o objetivo de encontrá-lo.

DF-1236 

É quando Carter, interpretado por Jeff Daniels [RV (2006), Good Night, and Good Luck. (2005) e Pleasantville (1998)], um veterano da CIA, e Max Archer, interpretado por  Neal McDonough [The Seed (2009), I Know Who Killed Me (2007) e 88 Minutes (2007)], um agente do FBI, são incumbidos da missão.

traitor 02

Sugestão, esperem sair em DVD, não é um  longa-metragem com ação em alto nível (tem ação médio nível) ao contrário, tem um alto nível de drama emocional e moral, bem como político e religioso. É um filme pesado, com diálogos intensos, muitas vezes cansativos, devido ao conteúdo.

O filme é extremamente “areia”, no sentido cenário e cor, com aqueles ambientes “Oriente Médio” – países áridos, interrogatórios com torturas, quem está defendendo/culpando quem – CIA, FBI, U.S. Special Operations.

traitor 04

É um longa que não agrada a todos, acredito que uma minoria, já que é um enredo voltado para o drama do Oriente Médio – guerra, espionagem, religião, etc. Com tantas estréias previstas para esse final de ano, “O Traidor” é uma sugestão para ver em DVD. Particularmente – cansativo e sem originalidade, afinal de contas estamos fartos de filmes com esses temas!

bom filme!

roberta vieira

DF-876r

Confira o trailer abaixo

Traitor – 2008 (O Traidor)

 

Leia a crítica abaixo de Thiago Siqueira – é uma visão muito parecida com a minha, no entanto ele escreveu brilhantemente um texto melhor e mais completo.

Um bom thriller com ação, “O Traidor” se apóia na ótima atuação de Don Cheadle e em uma abordagem menos “preto e branco” do conflito ocidente vs. jihad para se sobressair na onda de filmes sobre os conflitos no Oriente Médio.

Certa vez, fui bastante criticado por minhas opiniões sobre o filme “O Reino”, já que elogiei bastante por suas qualidades técnicas e narrativas, mesmo que não tenha tocado muito na delicada questão política e religiosa envolvida na história da fita – cujo maior enfoque era a ação. Pois bem, este “O Traidor” tira os holofotes da ação e os coloca justamente na cegueira ideológica tanto da parte dos “imperialistas americanos” quanto do lado das “jihads muçulmanas”. A despeito de ser um filme sincero e bastante sensível com ambos os lados do conflito, não se trata de uma película perfeita, mas que possui a melhor abordagem para lidar com um assunto tão delicado.

É mais impressionante ainda que a delicadeza em abordar esse tema tenha partido do co-roteirista e produtor executivo Steve Martin que, descontando algumas besteiras nas quais vem desperdiçando o seu tempo, mostra que é um homem bastante atento às questões do seu tempo e à própria condição humana.

Trabalhando ao lado do roteirista e diretor Jeffrey Nachmanoff, os dois nos mostram a história de um homem que está atrelado aos dois lados do conflito. Samir Horn (Cheadle) é um homem cuja vida fora sempre dividida. Nascido de pai do Oriente Médio e mãe americana, ele viu seu progenitor falecer cedo, vítima de um atentado em seu país natal, tendo vindo para os EUA após tal tragédia. Indubitavelmente um homem bom e religioso, seguindo de perto os preceitos do Alcorão, por algum motivo ele começou a se relacionar com as facções extremistas de sua religião, vendendo explosivos para as Jihads.
Preso em uma operação com participação do FBI, ele acaba ganhando o respeito e a amizade de Omar (Saïd Taghmaoui), um dos homens de confiança de um dos terroristas mais procurados do mundo. Após uma fuga da prisão, Samir se vê trabalhando para uma perigosa organização terrorista junto ao seu novo amigo, enquanto é perseguido pelo agente do FBI Roy Clayton (Guy Pearce).
O roteiro de Martin e Nachmanoff é hábil em trabalhar com os dois lados desta “nova cruzada”, sem deixar ninguém na posição de mocinhos ou bandidos de maneira escancarada. Neste conflito, nenhum dos líderes vê em perdas civis algo inaceitável, querendo apenas obter vitória nesta guerra. Deste modo, Samir se vê na posição inaceitável de compactuar com algo que vai contra sua crença religiosa, afinal “matar um homem inocente é como matar a humanidade inteira”.

O personagem se torna ainda mais complexo graças à hábil interpretação de Don Cheadle, que, em cada inflexão, diálogo e até na postura de Samir, mostra a dúvida daquele homem sobre a moralidade de suas atitudes. A química do ator com o talentoso francês Saïd Taghmaoui transforma a amizade entre o protagonista e Omar em algo real, tornando os conflitos de Samir ainda mais presentes.

Guy Pearce não tem grandes dificuldades interpretando o agente especial Clayton, tendo em vista que viver homens da lei corretos ficou fácil para o homem que deu vida ao policial Ed Exley no inesquecível “Los Angeles Cidade Proibida”. Embora Clayton não seja tão complexo quanto Exley, o talento de Pearce ainda se faz notar. O ótimo Jeff Daniels se vê desperdiçado pelo roteiro, já que seu interessante personagem, o dúbio Carter, pouco aparece em cena, embora possua algumas das melhores cenas do filme.

Um dos grandes problemas da produção está na inexperiência de Jeffrey Nachmanoff como diretor. Embora, como tenha dito anteriormente, as cenas de ação não sejam o principal ponto do filme, elas são parte importante da película, sendo uma pena que o cineasta não saiba trabalhar muito bem com elas, fazendo com que o impacto dramático de algumas seqüências se perca. Além disso, o último ato do projeto foi extremamente equivocado – para não dizer covarde – sendo pouco condizente com o resto da película, o que é uma pena.

Contando ainda com um bom trabalho de direção de fotografia por parte de J. Michael Muro, “O Traidor” poderia ter sido um filme inesquecível, por ser o mais sincero possível em relação aos pecados americanos em relação ao conflito no Oriente Médio. Entretanto, faltou coragem para dar mais contundência ao esforço.

Nights in Rodanthe – 2008 (Noites de Tormenta)

nights_in_rodanthe Tendo estreado no dia 29 de Setembro no Rio de Janeiro International Film Festival, “Nights in Rodanthe” ou “Noites de Tormenta” está em cartaz em todo território nacional.

Diane Lane [Unfaithful (2002), Under the Tuscan Sun (2003), Untraceable (2008) e Streets of Fire (1984)], interpreta Adrienne Willis, uma dona de casa recém-separada, com dois filhos, que são deixados na casa do ex marido, Jack Willis, que é interpretado por Christopher Meloni [“Law & Order: Special Victims Unit” como Detective Elliot Stabler, Harold & Kumar Escape from Guantanamo Bay (2008) e Harold & Kumar Go to White Castle (2004)],  para em fim, partir sozinha para paradisíaca Rodanthe, na costa da Carolina do Norte, nos EUA, onde irá  tomar conta da pousada de uma amiga. 

No local, há um único hóspede a ser atendido, Paul Flanner, interpretado por Richard Gere [Unfaithful (2002), The Hoax (2006), The Flock (2007) e Dr T and the Women (2000)], um médico em crise de consciência com o filho e uma paciente. Com a proximidade de uma tormenta, os dois, o  charmoso médico a mãe de família vão descobrir uma inesperada conexão que mudará suas vidas e as vidas de suas famílias para sempre.

Nights In Rodanthe

lane and meloni

O longa com certeza tem um público-alvo bem definido, as mulheres, e para os críticos que comparam esse filme a romances baratos e vulgares de bancas de jornal, sinto muito pelo seus péssimos mal gostos.

nights in rodanthe01

Tá certo que é um romance standard, mas no final do filme, lágrimas são derramadas e a emoção é revelada. A fotografia do filme é linda, afinal, tem a mão do sensacional diretor de fotografia carioca Affonso Beato o mesmo de “Love in the Time of Cholera (2007)”, que completa 40 anos de carreira em 2009.

rodanthe 03

rodanthe 04

rodanthe 02

nights in rodanthe house 01

nights in rodanthe house 03

nights in rodanthe house 02

nights in rodanthe house 04

nights in rodanthe house 05

nights in rodanthe house 07

nights in rodanthe house 06

nights in rodanthe house 08

nights in rodanthe house 10

nights_in_rodanthe 02

O longa vale pela espetacular casa sobre a areia, literalmente sobre a areia e de frente para o mar, ela é fantástica – veja acima um pouquinho dessa casa fantástica. É nesse casa que os dois vão viver momentos e romance e momentos de drama ao enfrentarem seus medos juntos.

NightsInRodanthe

Gere e Lane juntos são duas estrelas poderosas e extremamente sensuais quando fazem esse tipo de filme juntos, haja visto “Unfaithful (2002)” ou “Infidelidade” que leva todo o romance e sensualidade a flor da pele.

nights_in_rodanthe 05

O diretor George C. Wolfe adapta o romance de Nicholas Sparks e faz sua estréia com seu primeiro longa-metragem para o cinema. O escritor já foi sucesso em outra adaptações para as telonas como: A Walk to Remember (2002), The Notebook (2004) e Message in a Bottle (1999), que na minha opinião são os  filmes de romance mais lindos que eu já assisti, todos provocam dor de emoção e muitas lágrimas.

nights_in_rodanthe 04

Eu já havia comentado anteriormente em outro post meu sobre receitas de sucesso para o cinema. O diretor foi muito feliz ao juntar todos esse ingredientes na mesma receita, Gere e Lane, mais Beato e a belíssima praia da Carolina do Norte nos EUA e o escritor Sparks,  com já outros trabalhos adaptados para o cinema, logo Wolfe tinha um prato muito bem servido, com todos os sabores que uma boa receita pode oferecer, além é lógico das muitas lágrimas que vão ser derramadas com tanta emoção saboreada!

Não deixem de assistir, é muito bonito, e de novo,  lembrem-se é um longa standard, não esperem muita coisa, tem uma boa história, uma fotografia linda e um desfecho emocionante.

Confiram o trailer abaixo.

bom filme e levem lencinhos.

roberta vieira

http://nightsinrodanthe.warnerbros.com/

nights_in_rodanthe 01

The Women – 2008 (Mulheres – O Sexo Forte)

1280x1024_poster Tendo estreado no dia 26 de Setembro de 2008, “The Women” ou “Mulheres – Sexo Forte” é excelente, é um filme feito só por mulheres, para todas as mulheres, de todas as raças, credos e gostos.

Ambientado no circuito da moda e publicidade da cidade de Nova York, o filme conta a história de Mary Haines, interpretada por Meg Ryan [My Mom’s New Boyfriend (2008), City of Angels (1998) e Serious Moonlight (2009)], uma designer de moda que trabalha para seu pai e  tem uma adorável filha de 11 anos, um casamento sólido e um alto padrão de vida.

Mery tem três grandes amigas, Sylvie Fowler, interpretada por Annette Bening [Being Julia (2004), The American President (1995) e American Beauty (1999)], tem uma vida invejável, ela comanda uma revista de moda e é solteira, Edie Cohen, interpretada por Debra Messing [Nothing Like the Holidays (2008), “The Starter Wife” como Molly Kagan e “Will & Grace” como Grace Adler], mãe de duas meninas e com um alto padrão de vida e Alex Fisher, interpretada por Jada Pinkett Smith [The Matrix Revolutions (2003), Tales from the Crypt: Demon Knight (1995) e Madagascar: Escape 2 Africa (2008) (voz)], uma escritora solteira e lésbica.

the women_shop

Mas Mary ainda terá uma surpresa, quando Sylvie descobrir através de sua manicure, Tanya, interpretada por Debi Mazar [Goodfellas (1990) e “Entourage” como Shauna],  a existência de uma vendedora de perfumes, chamada Crystal Allen, interpretada por Eva Mendes [Ghost Rider (2007)], da chiquérrima loja Saks, que vai abalar a relação das quatro amigas e de sua família.

1280x1024_eva

Ainda no elenco de peso do longa metragem, temos Candice Bergen [Bride Wars (2009), Miss Congeniality (2000) e Sweet Home Alabama (2002)], que vive Catherine Frazier a mãe de Mary, Bette Midler [The Stepford Wives (2004), The First Wives Club (1996) e The Rose (1979)], que vive Leah Miller, uma mulher que Mery conhece em um SPA para mulheres divorciadas e com depressão e Carrie Fisher [Star Wars (1977) como Princess Leia Organa], que vive uma escritora do New York Times.

the women_all

O longa é muito legal e extremamente mulher, quero dizer que a diretora do filme, Diane English [“Murphy Brown”], conseguiu colocar inúmeros fatores que caracterizam uma das criaturas mais complicadas do planeta, a mulher. O filme tem um humor sutil que deixa mais leve o enredo, que por sua vez é muito bem bolado.

1280x1024_women

thw women 1939 crystal

No entanto, esse filme é um remake de “The Women” de 1939. Norma Shearer fazia o papel de Mary e Joan Crawford interpretou a  vendedora de women-1939 2008perfumes Crystal Allen e  Sylvie foi interpretada por Rosalind Russell. The Women de 1939 é um longa metragem clássico e considerado uns dos melhores filmes de todos os tempos, foi dirigido pelo aclamado diretor George Cukor, que dirigiu também o famoso longa metragem My Fair Lady (1964) que fora indicado a 12 Oscars e ganhara 8 deles. Por tanto assistam a ambos os filmes. é uma boa pedida.

Não posso dizer se “The Women” 2008 é melhor que o de 1939, pois não assisti ao original, mas vou procurar assistir e em breve estarei postando uma crítica sobre “The Women” 1939.

Vale comentar a cena em que as quatro amigas começam a discutir ao lado do carro de uma delas, todas falam ao mesmo tempo, e quando acabam ela entram no carro sem precisarem esclarecer o que cada uma falou para outra. Exatamente como nós mulheres fazemos na vida real!

women 2008

the women 1939 3 friends

Confira o trailer ao lado.

bom filme!

roberta vieira

http://thewomenthemovie.com/index.html

-

The Hunting Party – 2007 (A Caçada)

rv-hunting_party_2007-29 Como eles podem achar o criminoso de guerra mais procurado do mundo, quando a CIA não pode? Por um acaso, procurando.

Inspirado em uma das guerras mais covardes do mundo, o conflito da Bósnia , cujo absurdo foi mal retratado neste filme estreado ano passado, que chega as bilheterias aqui no Brasil. Richard Gere e Terrence Howard são, respectivamente, o repórter e câmera man que estão na Bósnia cobrindo a guerra para tv americana. O filme é meio absurdo, mas da para assistir, sendo assim deixe para ver em dvd.

Não é um filme sobre a guerra, nem político/guerra, mas é a história de um jornalista que resolve fazer justiça com as próprias mãos, sem medir qualquer conseqüência, perseguindo o filho da p… mais procurado do mundo, sem armas, com dois caras e… Como eu disse: meio absurdo.

Não é um longa péssimo para assistir, mas se não tiverem nada melhor para ver, assistam.

Confira o trailer ao lado.

bom filme!

roberta vieira

http://www.thehuntingpartymovie.com/

huntingparty rv 2007